CulturaSlider

Secundária Júlio Dinis no pódio da IX Mostra Nacional de Ciência

Chegou ao fim mais uma Mostra Nacional de Ciência, um evento de três dias organizado pela Fundação da Juventude em parceria com a Fundação EDP e que reuniu centenas de jovens cientistas e investigadores que apresentaram os seus projetos, sendo avaliados por um júri e ‘competindo’ pelos melhores prémios (os prémios principais, financiados pela Ciência Viva, ascendem ao valor global de € 5.200). Entre os dias 28, 29 e 30 de maio, o Museu da Electricidade, em Lisboa, recebeu 100 projectos da autoria de mais de 266 jovens cientistas e investigadores, orientados por 47 professores, envolvendo 30 escolas de todo o país.

A Cerimónia de Abertura realizou-se no dia 28 de maio, com a presença de Ricardo Carvalho, Presidente Executivo da Fundação da Juventude; José Manuel dos Santos, Administrador da Fundação EDP e Diretor Cultural do Museu da Electricidade; José Vítor Pedroso, Director Geral da Direcção Geral da Educação; Fernando Reis, SE o Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário.

Já a Cerimónia de Entrega de Prémios e Encerramento da Mostra realizou-se no dia 30 de maio, pelas 15h, e contou com a presença José Manuel dos Santos, Administrador da Fundação EDP e Director Cultural do Museu da Eletricidade, Gaspar Barreira, Presidente do Júri, José Vítor Pedroso, Director Geral da Direção Geral da Educação, Francisco Maria Balsemão, Presidente do CA da Fundação da Juventude e Paulo Pereira, Vice-presidente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

O projeto “Diminuição da concentração de crómio(VI) nos efluentes” (Química), relacionado com os tratamentos atuais aos efluentes industriais, recebeu o primeiro prémio, no valor de € 1.250. Este projecto, que recebeu a distinção máxima, é da autoria de Francisco Maria Santos Lima Geraldes Barba, João Francisco Roberto Martins e Sara Filipa dos Santos Pinheiro, da Escola Secundária de Azambuja . O segundo prémio, no valor de € 1.000 foi para o projeto “Semi-Reticulados de grupos de uma dada variedade e bandas rectangulares” (Matemática), da autoria do João Araújo, aluno do Colégio Planalto, em Lisboa. “E’s alimentares: (Cito) toxicidade e letalidade em drosophila melanogaster” (Biologia), da autoria da Bárbara Alves, da Núria Santos e do Pedro Poças, alunos da Escola Secundária Júlio Dinis do Agrupamento de Escolas de Ovar Sul, recebeu o terceiro prémio, no valor de € 750. O projeto “Modelação astrofísica: estrelas Wolf-Rayet com espectroscópios de baixa resolução”, da autoria de Daniel Diaz, Ivo Gonçalves, Mauro Franqueira, alunos do Agrupamento de Escolas Secundária Dona Maria II – Braga, conseguiu o quarto prémio, no valor de € 600.

Os projetos “Into the Fly” e “Tratamento de efluentes da indústria tintureira, por electrocoagulação” ganharam o quinto prémio ex – aequo, respetivamente, no valor de € 200, cada.

Os três projetos que vão representar Portugal na Final Europeia que decorre de 17 a 22 de setembro de 2015 em Milão, Itália são os projectos “Diminuição da concentração de crómio(VI) nos efluentes” (Química), “E’s alimentares: (Cito) toxicidade e letalidade em drosophila melanogaster” (Biologia) e o projeto “Lípidos em fuga!” (Nutrição).

Os projetos “Semi-Reticulados de grupos de uma dada variedade e bandas rectangulares” (Matemática) e “Modelação astrofísica: estrelas Wolf-Rayet com espectroscópios de baixa resolução” (Física), representarão também Portugal a nível internacional, na Intel ISEF 2016, que decorre de 08 a 13 de maio de 2016, em Phoenix, Arizona (EUA).

Por fim, as autoras do projeto “Estudo da presença do polimorfismo de inserção no Locus Alu PV92” participam, de 20 a 27 de junho na Semana Internacional de Investigação sobre a vida selvagem, nos Alpes Suíços.

Foram ainda atribuídos os prémios especiais “Engenharias” (apoiado para Lipor), no valor de € 500, assim como o prémio especial “Porto Editora”, no valor de € 300 (em edições Porto Editora). Os autores de um dos projetos participantes ganharam a oportunidade de participar no XXXIII Encontro Juvenil de Ciência, organizado pela Associação Juvenil de Ciência, e foi ainda atribuída uma bolsa de participação na 11ª Universidade Júnior da Universidade do Porto.

O prémio especial “Professor Coordenador do Primeiro Prémio” foi ganho por Margarida Duarte da Escola Secundária da Azambuja.

No total, foram premiados 20 projectos: 10 com prémios principais e 8 com menções honrosas. A lista completa de prémios pode ser consultada aqui

A 9ª edição deste certame resultou do 23º Concurso para Jovens Cientistas e Investigadores, organizado pela Fundação da Juventude, em parceria com o Museu da Electricidade / Fundação EDP; Direção-Geral da Educação do Ministério da Educação e da Ciência; Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica; Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento; Astrazeneca; Porto Editora; Lipor; ADENE – Agência para a Energia; Pousadas da Juventude; Cartão Jovem; MEO; Intel; Sumol+Compal e MDS.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta