CulturaPrimeira Vista

25 anos depois, a Festa de Santa Catarina volta a animar a Ribeira

Marante e os Diapasão no programa dos festejos

Pensa-se que a devoção a Santa Catarina tenha tido origem em Ovar no séc. XVI, pois a sua primeira Capela, na Ribeira, é citada no Catálogo dos Bispos do Porto no ano de 1623.

A segunda e actual Capela remonta ao séc. XVIII substituindo a anterior que se encontrava num avançado estado de abandono.

Em 1909/1910, a capela foi re­formada e dourado o seualtar por mando de dois beneméritos do lugar.  Em 1911, após a Proclamação da República, tal como aconteceu com os restantes bens da Igreja, a Capela da Ribeira passou para a posse do Estado, sen­do restituída à paróquia após a Concordata de 1940.

Santa Catarina é festejada neste lugar ribeirinho, este ano, nos dias 25, 26 e 27 de novembro, com missa solene e procissão que percorre as ruas circundantes à Capela.

No passado, esta foi uma das maiores e mais concorridas romarias do concelho. Depois, foi o silêncio.

Em 2023, uma comissão de festas resolveu resgatar os festejos que estão de volta 25 anos depois. Desta vez, o programa traz Marante e os Diapasão como nomes maiores de um programa bem recheado.

Consulte aqui:

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo