Primeira VistaSaúde

“Acabou a conversa com a Direcção Executiva do SNS” – Salvador Malheiro

Como todos sabem está em ponderação e estudo, um novo Modelo de Gestão da Prestação de Serviços de Saúde Hospitalares e Cuidados de Saúde Primários, no Município de Ovar, que preconiza a implementação de Unidades Locais de Saúde.

Como ponto prévio, importa desde já deixar claro que esta iniciativa e a decisão de realizar este estudo tem um único responsável: o Ministério da Saúde do atual governo de maioria absoluta, do Partido Socialista.

Reuni, hoje (nr: ontem) e mais uma vez, com o Dr. Fernando Araújo, Diretor Executivo do SNS (Serviço Nacional de Saúde) sobre esta matéria.

Esta é já a terceira reunião nos últimos tempos onde, uma vez mais, expus a nossa posição e as nossas reivindicações que, aliás, são públicas de acordo com a decisão tomada por unanimidade em sede de reunião da Câmara Municipal de Ovar, na defesa intransigente dos Cuidados de Saúde, na Nossa Terra.

Foi-me comunicado, pelo Director Executivo do SNS, que, apesar de eventualmente algumas das nossas exigências poderem ser acolhidas, a Reabertura do Serviço de Urgências Básicas no Hospital de Ovar e a realização de um estudo paralelo de integração de Ovar na ULS de Entre Douro e Vouga (Santa Maria da Feira) estarão completamente fora de questão e não serão acolhidas, pela Direção Executiva do SNS.

Perante este facto, creio que não há mais nada a conversar com a Direção Executiva do SNS.

O assunto deixou de ser técnico e passou para o campo Político.
Assim o nosso foco agora é o Governo da Nação, mais concretamente o Ministério da Saúde.
Vamos de imediato solicitar reunião com o Sr. Ministro da Saúde.

Vai ter que nos explicar muito bem, porque é que abriram as urgências em São João da Madeira e não em Ovar.
Nada temos contra São João da Madeira mas essa justificação tem que nos ser dada!

A decisão final da implementação de uma nova ULS integrando o território Vareiro está, apenas e só, no Ministério da Saúde e sobre esta temática vamos querer perceber porque é o Ministério da Saúde teima em tomar uma decisão em Ovar, contra a vontade do Povo de Ovar e se vai ter a coragem de a implementar.

Volto a sublinhar: a decisão cabe somente ao Ministério da Saúde!
Eu estarei, como sempre, do lado do Povo de Ovar e lutarei contra o Ministério da Saúde.

E como dizia um ex-Presidente da República de Portugal: “Em Política não se abandona a luta nem se bate com a porta, disputa-se tudo até ao fim.”

𝗦alvador Malheiro, Presidente da Câmara Municipal de Ovar (In redes sociais)

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo