EmpresasSlider

“Alcobre vai continuar a contribuir para o progresso de Ovar” – Paul Huang

110.º Aniversário da Alcobre

A Alcobre está a assinalar 110 anos de vida, neste mês de Novembro. Criada em 1910 por Álvaro Pinto dos Santos, no Porto, é uma empresa especializada no fabrico de cabos de baixa tensão. Em 1989, passou a integrar o Grupo Amorim e Sumolis, passando oficialmente a sua designação para Alcobre Condutores Eléctricos SA, ainda hoje em actividade.

Em 1993, Alcobre transferiu a sua sede e base produtiva para a Zona Industrial de Ovar, onde se encontra a actual fábrica. A Alcobre fez parte do Grupo Powertech / Aberdare entre 1994 e 2016.

Em 2016, foi integralmente adquirida pelo Grupo Hengtong e passou a fazer parte do Grupo Hengtong de Produtos Industriais Exteriores. Em entrevista ao OvarNews, o CEO da Alcobre, Paul Huang desvenda os projectos que tem para o futuro da Alcobre, assegurando que a empresa vai continuar a contribuir para o impulso e desenvolvimento da região de Ovar e de Portugal.

O que levou à aquisição da Alcobre pelo grupo Hengtong, em 2016?
Paul Huang (CEO): Portugal tem uma excelente relação com a China, várias grandes empresas e grupos chineses têm investido em Portugal.
Para o Grupo Hengtong, a Europa é um mercado essencial, e Portugal tem um excelente posicionamento, sem limitações para o mercado europeu, de fácil acesso ao norte de África, bem como, à América do Sul.
Além disso, a estabilidade política e comercial do país, junto com as suas infraestruturas e seu povo acolhedor, fazem-nos acreditar que o investimento do Grupo Hengtong em Portugal foi a melhor decisão.

Quantos colaboradores tem a Alcobre?
Paul Huang (CEO): A Alcobre tem actualmente um total de 111 colaboradores, a maior parte deles do concelho de Ovar. Os funcionários são a principal riqueza da empresa.
“Compromisso, Partilha e Vitória” são os pilares do relacionamento com os colaboradores. Esperamos que mais pessoas se juntem a nós, e assim a Alcobre possa continuar a contribuir para o impulso e desenvolvimento da região de Ovar, bem como de Portugal.

Que projectos tem o grupo Hengtong para o futuro da Alcobre?
Paul Huang (CEO): Alcobre é o mais antigo produtor de cabos em Portugal. Temos estado presente e junto com os nossos clientes desde há 110 anos. Produzimos cabos de baixa tensão, que trazem luz a milhões de famílias em Portugal e outros países. Após a aquisição da Alcobre pelo Grupo Hengtong no ano 2016, Hengtong investiu no alargamento da fábrica e upgrade das instalações.
Este investimento trouxe um novo posicionamento no mercado, tendo também contribuindo para a melhoria da atividade económica de Ovar. O grupo Hengtong continuará a investir na Alcobre, aumentando assim, a escala do negócio. Estamos também a trabalhar na promoção de novas oportunidades de trabalho e desenvolvimento profissional noutros países dentro do Universo Hengtong

O projecto «WindFloat Atlantic (WFA) Submarine Power Transmission EPC+M» (Na foto)
A Hengtong, através da Alcobre é a interlocutora privilegiada do projecto revolucionário “WindFloat Atlantic”, em Portugal. John Xu, director da operação, refere que “é um privilégio termos produzido e exportado os cabos para o revolucionário projeto WindFloat Atlantic em Portugal”. Adicionalmente, “nos próximos 10 anos, Hengtong será responsável pelo primeiro cabo de submarinos em Portugal, através da prestação dos serviços de manutenção”. É importante frisar que “toda a jornada de deste grande projeto fez da pegada de Hengtong um marco no desenvolvimento deste país maravilhoso. Estamos certos de que o Grupo Hengtong poderá continuar a dar ainda mais cor e beleza a Portugal”.

O que dizem os Colaboradores da Alcobre

Que alterações trouxe para a Alcobre, a sua integração no grupo chinês?

Filipe Silva (Engenharia do Produto): “Intercambio de conhecimentos, estabilidade, e crescimento da empresa. Expansão e divulgação mundial da marca Alcobre, assim como, novos mercados, para introdução e venda dos nossos produtos.”

 

Liliana Batista (Dep. Compras): “Desde já é um orgulho imenso pertencer a este grande grupo  multinacional. Desde a sua integração em 2017, que se verifica um elevado crescimento, desenvolvimento e investimento contínuo nas melhorias da Alcobre. Com Hengtong o Futuro é hoje.”

Fernando Correia (Produção): “Trouxe maior investimento em equipamentos e infraestruturas. Nota-se que a empresa é estável financeiramente e por isso traz segurança para os trabalhadores.”

Qual é o segmento de mercado da Alcobre e o volume de vendas de cada mercado?

Andreia Barbosa e Deolinda Silva (Dep. Comercial): A Alcobre é fabricante de baixa tensão, direcionado para o segmento B2B. Está presente em mercados como o Chipre, Reino Unido, França e Espanha, sendo o mercado nacional o que representa maior volume de faturação anual – 66% (valores 2019). O mercado francês apresenta-se como o maior mercado de exportação, representa 21% do volume de faturação anual (valores 2019).
Temos grandes clientes de referência tais como a EDP, REN, EDF e outros grandes distribuidores como Armasul, Grupo Norel, Policabos, Dinolux, Sermes.
Durante o ano de 2019 o crescimento do turismo manteve-se em alta, o que motivou o aumento das vendas no mercado nacional. A exportação (mercado francês) também beneficiou indiretamente com o referido crescimento, pois, manteve-se a procura de clientes do segmento da distribuição.
A Alcobre tem 110 anos de existência, soube sempre adaptar-se às vicissitudes e desafios do mercado com dinamismo, o que lhe permite ver um futuro com sucesso.

A Alcobre está a conseguir ultrapassar o impacto da pandemia de covid-19?

Renato Lopes (Planeamento): “A Alcobre desde cedo se preparou para a pandemia do covid-19, formando uma equipa multidisciplinar, tendo esta tomado medidas concretas e efetivas para proteger os seus colaboradores.
Com isto, todos nós nos sentimos mais seguros, conseguindo assim desempenhar as nossas funções com alguma normalidade de forma a ultrapassar esta fase menos boa que nos atingiu a todos.”

Vanessa Reis (Engenharia do Produto): “A Alcobre implementou medidas numa fase muito inicial da pandemia para prevenir possíveis contágios e considero que esse foi o fator chave para estarmos a ultrapassar de forma positiva o impacto da pandemia. Considero também que isto só foi e é possível porque todos os colaboradores reconheceram desde início a importância em cumprir as medidas implementadas e por isso tenho a convicção que estamos no bom caminho.”

O que significa pertencer à família Alcobre?

Vanessa Gomes (Dep. Financeiro): “Pertencer à Alcobre significa trabalhar com uma empresa em constante procura pela melhoria e que aposta nos seus colaboradores. É com muito orgulho que pertenço a esta organização cheia de história.”

 

Maria Teorgas (Dep. Compras): “Orgulho em fazer parte do dia a dia desta grande família. Na Alcobre os objetivos são alcançados devido ao enorme espírito de equipa presente neste grupo de pessoas!”

 

João Rodrigues (Produção): “Para mim, que estou quase há 5 meses sinto que desde o primeiro dia fui muito bem recebido pelas pessoas que aqui trabalham. Há muita entreajuda, muito bom diálogo e muita camaradagem. E para melhorar ainda mais, estou a adorar o que faço. Agradeço à Alcobre a oportunidade de pertencer a esta família”.

 

Miguel Farraia (Produção): “Para mim pertencer à família Alcobre, tem muito que se lhe diga. Momentos muito maus, e momentos bons. Como já são 24 anos de empresa, o que me faz motivar e continuar são os momentos bons que nos faz esquecer ou deixar para trás os maus.
Gosto do que faço (sou feliz). Quanto à família (equipa) Alcobre recomendo. Bem Haja. PARABÉNS ALCOBRE.

 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta