Covid-19

Aluno insulta professora e juiz manda PSP ir buscá-lo a casa

O juiz do Tribunal de Ovar que julgou o caso de um aluno, de 18 anos, que, em Abril do ano passado, insultou a professora dentro da sala de aula, numa escola, em Ovar, ordenou à PSP local que o fosse buscar a casa, de modo a garantir a realização da audiência.

Os factos reportam-se a Abril de 2013, quando o aluno, residente em Ovar, insultou a professora durante uma aula. Segundo a acusação, a reacção do jovem terá ficado a dever-se ao facto de não ter gostado de ficar de fora da estratégia de encaminhamento para uma turma especial, para recuperação de alunos de nível negativo mas esforçados e trabalhadores.

Indignado, o rapaz questionou a docente sobre as razões da sua exclusão do programa, ao que esta respondeu que, no próximo ano lectivo, teria tempo de recuperar e ultrapassar as suas dificuldades.

O aluno não terá gostado do que ouviu e, virando-se para o lado, apontou para a professora e disse: “Olha que v…!”.

A professora avançou de imediato com uma queixa contra o jovem aluno, que se constituiu arguido num processo em que respondeu pela autoria de um crime de difamação e injúria agravado.

A primeira sessão de julgamento esteve marcada para o passado dia 28 de Janeiro, mas seria adiada para o dia 4 de Fevereiro, porque o arguido não compareceu à audiência, tendo o juiz ordenado que a PSP fosse buscar o rapaz a casa, de forma a garantir que o julgamento se iria, efectivamente, realizar.

No dia marcado para esta última sessão, a PSP deslocou-se a casa do rapaz e transportou-o até ao Tribunal. Na sala de audiências do Tribunal de Ovar, em frente do juiz e da queixosa, o arguido pediu desculpa e mostrou-se sinceramente arrependido do impropério que dirigiu à docente naquele dia.

A professora, conhecida e estimada na comunidade ovarense, ouviu e aceitou o pedido de desculpa do aluno, retirando a queixa e evitando outros desenvolvimentos do processo que seriam sempre prejudiciais ao arguido. (Ler mais in Diário de Aveiro)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta