Opinião

Ao Movimento “Salvar o Furadouro” – Henrique Gomes

 

O grupo de pessoas que corporiza este Movimento tem tido uma atuação proactiva- sempre com iniciativas próprias e apropriadas. São um grupo de pessoas comprometidas apenas e exclusivamente com a defesa do Furadouro e da sua costa.

O movimento “Salvar o Furadouro” , não navega em marés de protesto fácil ou gratuito é antes um movimento que percebeu a real dimensão do problema da defesa da costa do Furadouro em todas as suas vertentes.

Mais do que uma atitude expectante ou condicionada por amplitudes de marés e suas consequências, este movimento tem pautado a sua atuação pela participação num vasto campo de atividades.

A louvável iniciativa que este Movimento levará a efeito, mostra como a defesa da costa é uma atividade muito mais abrangente do que a simples constatação de estragos. A defesa da costa do Furadouro e das suas praias é, também, feita intervindo individualmente ou associando-se a iniciativas como esta. Existem muitos segmentos onde podemos interagir quer individualmente quer em grupo.

Esta caminhada com recolha de detritos associada irá mostrar a real dimensão da má intervenção humana no ecossistema das praias- o Homem, a raça humana, continua a ter imensa dificuldade de conviver em equilíbrio com a natureza.

Em passo lento, rapidamente iremos perceber que a atividade da natureza não é a principal responsável pela realidade a encontrar no areal sul do Furadouro- a diversidade e quantidade de detritos recolhidos irão surpreender alguns dos participantes desta iniciativa.

O real por vezes consegue suplantar a imaginação por mais criativa que ela seja.

Herique Gomes
(Texto e Foto)
Na fotografia: Praia dos “Marretas”.

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo