EmpresasSlider

Bosch de Ovar permitiu reabertura das unidades de Braga e Aveiro

A reabertura da Bosch de Ovar, na semana passada, ao abrigo do regime de excepção do ministério da Economia possibilitou a reabertura das fábricas localizadas Aveiro e Braga.

A unidade fabril de Braga que fechou portas dia 30 de março e emprega 3.500 trabalhadores voltou a abrir portas esta terça-feira. “Neste momento estamos a funcionar normalmente, ou seja, não existe rotatividade. E estamos a tomar todas as medidas recomendadas pela DGS”, explicou fonte da empresa ao Eco.

A fábrica da multinacional alemã localizada em Aveiro, que emprega 1.300 colaboradores, também retomou atividade na segunda-feira, a par com a unidade de Ovar que conta com 800 colaboradores.

“Como as empresas de Ovar estão a reabrir, a Bosch em Aveiro vai tendo material para produzir. Vamos deixar de ter o problema dos materiais e vamos ter um problema das encomendas”, explicou Jónio Reis, manufacturing vice president na Bosch Termotecnologia, localizada em Aveiro, ao mesmo jornal

O vice presidente da Bosch Termotecnologia destaca que a empresa está a ter quebras nas encomendas e vão ter que pensar em soluções”. Adianta que o lay-off ainda está em cima da mesa: “já antecipamos férias, já usámos o banco de horas, já esgotámos todas as possibilidades, por isso temos que pensar noutras alternativas para não perdermos postos de trabalho”, destaca Jónio Reis.

Jónio Reis adianta que as quebras nas vendas são principalmente em países brutalmente afectados pelo Covid-19, como Espanha, Itália e França.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta