Política

CDS-PP viabiliza executivo da UFO

À semelhança do que sucedeu no último mandato, o CDS-PP vai viabilizar o executivo da União das Freguesias de Ovar, São João, Arada e São Vicente de Pereira (UFO), cujas eleições deram a vitória ao PS sem maioria absoluta. Foi Tiago Martins quem, em nome do partido, explicou a decisão.

“O aumento de votos pelo terceiro mandato consecutivo legitimou a avaliação da população num voto de confiança que nos responsabiliza e por isso aceitamos o convite para fazer parte de novo no executivo”. Falando na cerimónia de tomada de possa dos órgãos da UFO, o dirugente diz que “este é o momento de nos unirmos em torno das nossas freguesias e não nos demitimos da realidade presente das freguesias”.

Conceição Soares, do BE, explicou porque não aceitou fazer parte do executivo e Fátima Rosas, eleita pelo PSD, revelou que o seu partido é de opinião que “quem ganha deve governar” e promete ser “uma oposição norteada pelos valores fundamentais da democracia”. Para o Movimento 2030, estreante na assembleia, causas como a desagregação das freguesias são importantes, garantindo Rui Catalão que “o que nos move é a nossa terra”.

Bruno Oliveira, presidente eleito e empossa, prometeu “continuar a trabalhar, determinado a fazer ainda mais e melhor, no respeito pela especificidade e identidade de cada uma das Freguesias da União, em igualdade de dedicação, empenho e disponibilidade, na defesa da população, dos seus anseios e necessidades, num trabalho sério de proximidade, com uma gestão criteriosa do dinheiro público e com total transparência na sua aplicação”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta