Política

CDS: Raul Almeida abdica do lugar de deputado por uma questão de “coerência”

“Renuncio hoje ao lugar de Deputado, depois de um período de séria reflexão”, acaba de anunciar Raul Almeida. “Gosto muitíssimo de Política, realizei-me quando fui deputado. Gostar genuinamente de ser deputado, significa não querer ser deputado a qualquer custo, não ver o cargo como um emprego ou fonte de rendimento”.

No presente momento político, continua, “sinto que é mais importante preservar a minha total independência em relação ao exercício de cargos políticos remunerados, como garante inalienável da minha liberdade de pensamento e acção, hoje e no futuro. Felizmente, muitos anos de trabalho árduo, dedicação e, atrevo-me, aplicada competência, garantem-me esta independência que se traduz em liberdade na acção política”.

“Estou na política, como na vida, em sintonia com o dia de hoje, mas ponderando sempre as minhas acções no longo prazo, quer este se verifique quer não”.

Raul Almeida diz que assim se mantém “coerente” com as críticas que fez a Paulo Portas, quando nas últimas legislativas preencheu a quase totalidade dos lugares elegíveis do país aos seus fieis de Lisboa, entregando com “gosto agora um lugar de Lisboa a alguém de Lisboa, às pessoas que tão generosamente me receberam e por quem nutro tanta amizade”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta