Covid-19Opinião

Cerca sanitária em Ovar fez-se por menos

Coerência precisa-se.

Parabéns ao Governo por ter tido agora a coragem de fazer a Felgueiras, Paços de Ferreira e Lousada, aquilo que não fez a algumas regiões da Grande Lisboa em julho.

Mesmo assim, para mim, que estive fechado e cercado num cordão sanitário em Ovar, as medidas do Governo para esses concelhos do norte causam comichão.

É bom não esquecer, para (não) se perceber a coerência, que em especial o concelho de Paços de Ferreira, tem números muito superiores a Ovar quando se decidiu fazer cobaias dos vareiros.

Vamos a factos: agora, os cidadãos dos três concelhos visados podem trabalhar, levar os filhos às escolas, que se mantêm abertas, podem ir às compras, podem procurar emprego.

Pois é, por menos, fez-se a cerca sanitária em Ovar. As regras devem ser claras, equivalentes, bem publicitadas e coerentes. Ainda continuam a dizer que os casamentos foram proibidos (quando não o foram porque se excepcionava quem já o tivesse marcado) e outras questões que só provocam dúvidas e questões.

Em Abril, tínhamos estado de emergência e restaurantes e cultura fechados.

A verdade é que a resolução do CM nº88-B determina o dever… mas as excepções a esse dever são tantas que os cidadãos de Felgueiras, Lousada e Paços de Ferreira podem fazer o seu dia-a-dia normal.

Por fim, é obrigatório o teletrabalho (claro que desde que as funções o permitam). Agora digam-me em que é que isto é diferente de quase todo o normal dia a dia de uma pessoa…?
Coerência, todos precisamos. Mas o Governo e a @DGSaude ainda mais.

E repito: por menos, as regras em Ovar foram bem piores.

Lobo Mau

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Leia também

Close