Empresas

Como aumentar a produtividade dos colaboradores em “home office”

O trabalho remoto foi a principal solução encontrada pelas empresas durante a pandemia para evitar a propagação do coronavírus e, ainda assim, manter a produtividade dos escritórios. Muitos negócios acabaram percebendo as vantagens que o “home office” pode trazer, principalmente na motivação dos funcionários e na redução dos gastos operacionais.

Por isso, mesmo após o fim da pandemia, que já dá sinais de esperança devido ao início da vacinação, podemos esperar que muitos portugueses continuem a trabalhar desde casa. Mas, como o regime de trabalho remoto foi aplicado com certa urgência, é esperado que as empresas aprimorem as suas estratégias para aumentar a produtividade de seus colaboradores, tornando o “home office” ainda mais efectivo. Veja as principais formas:

Investimento em equipamentos

A principal medida para que os trabalhadores consigam produzir mais em suas casas é o investimento em equipamentos por parte das empresas. Muitos trabalhadores não possuíam os materiais necessários para executar com perfeição suas tarefas, principalmente aqueles que utilizam computadores.

Dessa forma, a tendência é que as empresas procurem componentes que forneçam mais velocidade ao trabalho dos colaboradores, como o HD SSD 480GB, que torna todos os carregamentos muitos mais rápidos num computador e as placas de vídeo potentes, que auxiliam o trabalho daqueles que fazem tarefas mais pesadas, como a modelagem 3D e a edição de vídeos.

Cuidados com ergonomia

Outra forma de aumentar a produtividade dos funcionários é através dos investimentos em ergonomia. Nas empresas, é comum que os colaboradores tenham cadeiras e mesas adequadas para passar horas em frente ao computador, algo que era muito raro de encontrar dentro dos lares. Agora, é fundamental que a preocupação com a saúde se torne prioritária no processo de adoção do “home office”, evitando qualquer tipo de dor nos trabalhadores.

Programas de capacitação

Além dos investimentos materiais, as empresas também devem passar a fornecer capacitação para seus funcionários. Com as medidas emergenciais de implantação do teletrabalho, foram comuns os casos de trabalhadores que passaram mais tempo resolvendo problemas técnicos do que com as tarefas em si, o que afetou a produtividade. Agora, mesmo que a maioria já tenha se acostumado com as tecnologias, os chefes perceberam que é fundamental tornar todos os colaboradores fluentes nos meios digitais.

Benefícios para melhorar a qualidade de vida

Com todos os preparativos feitos nas questões dos equipamentos e da capacitação, as empresas já contarão com funcionários mais preparados para lidar com as pressões e desafios do “home office”. Mas, para aumentar ainda mais a produtividade, a tendência é que as companhias passem a oferecer benefícios relacionados aos cuidados com o corpo e com a mente, como acompanhamentos de saúde mental e planos para realização de exercícios físicos, aumentando ainda mais a motivação das equipes e o preparo dos colaboradores.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta