LocalPrimeira Vista

Cortegaça: Junta retira da praia resíduos de muro

Foi em 2014 que as ondas gigantes de março destruiram a protecção dunar, derrubaram parte do muro de protecção e invadiram o parque de campismo local, retirando-lhe 60 lugares.

Desde essa altura, que ano após ano, a maré vai descobrindo mais resíduos desse muro, expondo-os na praia.

Sérgio Vicente diz que “2022 não foi excepção”. Alertado por “inúmeros banhistas”, a junta de freguesia procedeu esta manhã à sua remoção.

“É natural que mais apareçam, pelo que agradecemos os alertas para que todos possam gozar de uma praia segura”, apela o autarca.

Ma sequência dos acontecimentos de 2014, ficou decidido o recuo do parque de campismo e recentemente a Câmara de Ovar aprovou o “Programa base e estudo prévio” elaborado para a referida relocalização, mantendo-o em zona florestal.

Salvador Malheiro explicou, durante a apresentação dos documentos ao executivo, que o projeto “foi negociado” com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) e está “devidamente integrado” na ‘Frente de Mar Esmoriz – Cortegaça’

“Um projeto estruturante para a freguesia de Cortegaça, para cuja concretização a Câmara Municipal irá trabalhar, na procura do necessário financiamento”, acrescentou o edil.

O executivo autorizou, desde já, o início dos procedimentos para a elaboração do projeto de execução.

A autarquia viu aprovada uma candidatura apresentada ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) que compariticipou em 74.528 euros os encargos com o estudo prévio.

Está pendente outra candidatura no valor de 1,5 milhões de euros, perspetivando-se um financiamento comunitário de 85 %.

O projeto prevê um recuo de 600 metros, mas também a requalificação de espaço público envolvente à praia de Cortegaça (estacionamento, zona pedonal, demolições de estruturas ilegais) e um reforço do areal, que tem sido levado pela erosão costeira.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo