Covid-19

Covid-19: DGS mantém uso de máscara / Conselho Nacional de Saúde está contra

O Conselho Nacional de Saúde (CNS) contesta a manutenção do uso de máscara nas escolas, considerando que a infeção da covid-19 entre a comunidade educativa “não tem uma dimensão objetiva que o justifique”.

A posição é expressa numa nota hoje divulgada na sequência de uma reunião plenária do CNS na quarta-feira, dia em que a directora-geral da Saúde, Graça Freitas, defendeu que o uso da máscara deve continuar nas escolas, onde há “uma grande população” susceptível de se infectar e infectar os outros, em particular familiares, mantendo a recomendação da sua utilização para menores a partir dos 10 anos.

O CNS “vê com apreensão a insistência” no uso de máscara “no contexto das escolas e creches”, considerando que “esta medida de protecção individual”, sendo de “aplicação proporcional”, deve “restringir-se a outros contextos mais específicos”, como serviços de saúde ou lares, e “não à comunidade escolar, onde a infecção não tem uma dimensão objectiva que o justifique”.

Na quarta-feira, a directora-geral da Saúde disse que, apesar de a covid-19 nas crianças ser “habitualmente ligeira”, o fim do uso da máscara nas escolas “é um risco ainda grande com a transmissibilidade que ainda existe”.

O Conselho Nacional de Saúde, que se reuniu nesse dia para discutir as medidas em vigor em Portugal na resposta à pandemia da covid-19, é um órgão consultivo do Governo liderado pelo epidemiologista Henrique Barros.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo