CulturaPrimeira Vista

Dafne e CEAU editam “Casas na Duna” de Domingos Tavares

[themoneytizer id=”16574-1″]

 

O Chalé do Matos e os palheiros do Furadouro são as “estrelas” do novo livro do arquitecto Domingos Tavares, natural de Ovar e Professor Emérito da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP).

Este livro conta a história urbana do Furadouro, “uma pequena povoação do litoral português”, tomando como referência a construção de um Chalé no início do século XX e confrontando-o com os palheiros construídos pelos pescadores.

“Obra de poetas, até que ponto o Chalé do Furadouro se poderia inserir num movimento tardo-romântico, funcionando como estímulo associado ao nascimento da arquitectura moderna em Portugal?”, questioona o autor no trabalho co-editado pela Dafne Editora e pelo Centro de Estudos de Arquitectura e Urbanismo da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto.

Episódio sem repetição no espaço da comunidade vareira, revelava uma maneira de entender a arte da arquitectura no seio da cultura portuguesa. Num tempo de revivalismos históricos, confrontado com a versão popular dos palheiros pobres dos pescadores da beira-mar, este exemplo foi trabalhado com base numa atitude que se filia no mais profundo da cultura portuguesa.

“A da discreta inteligência, que consistia em estar atento aos avanços do conhecimento e da técnica, integrando-os de forma útil na dimensão do possível em face das circunstâncias da produção construtiva disponível, sem perder de vista as práticas colectivas e os valores sociais do lugar”, segundo a autora. Como se sabe, acabou, levado pelo mar, memória perdida dos valores de um passado mítico.

Domingos Tavares ensinou na FAUP, dando origem às Sebentas de História da Arquitectura Moderna publicadas pela Dafne Editora desde 2003. É ainda autor dos livros Da Rua Formosa à Firmeza (Faup, 1985) e Francisco Farinhas Realismo Moderno (Dafne, 2007).

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo