Opinião

“Dr., ainda devo usar máscara?” – Por Dr. Eurico Silva

Eu diria, nem 8 nem 80!
À presente data temos dados de internamentos e mortalidade por doenças respiratórias não-covid, como
gripe, pneumonias, asma, DPOC (doença pulmonar obstrutiva crónica) entre outras, e as conclusões foram:
Menos infeções; menos agudizações e menos mortalidade por essas causas.
Explicação: medidas de higiene sanitária como o distanciamento social, a desinfeção das mãos e o uso de
máscaras.

Portanto, e como todos sabemos, no Inverno temos muitas infeções respiratórias que podem ir desde uma
“constipação/resfriado” até uma pneumonia fatal, ou ao descontrolo de doenças como a asma, a DPOC e
mesmo doenças não pulmonares.
Não vou abordar a Covid-19, apenas quero mostrar que há evidência científica que prova que estas medidas
sanitárias reduziram outras infeções respiratórias e consequentemente as complicações das mesmas.
Então?! Devo ou não usar máscara neste Inverno?
A resposta tem de ser personalizada.
Pensamos essencialmente em proteção individual e não na proteção da comunidade.
Se tiver doenças que se compliquem com as infeções respiratórias, então não há dúvidas de que deve-se
proteger com tudo o que possa, nomeadamente com as medidas de higiene sanitárias.
Recomendo que use máscara cirúrgica (ou de nível superior – dependendo das suas doenças) nas situações
em que esteja com muitas pessoas e em que haja risco de transmissão de vírus, nomeadamente em
ajuntamentos ou quando esteja a conviver com alguém com sintomas respiratórios, como tosse ou coriza.

A proteção é para si.
Além das doenças respiratórias, as doenças cardíacas graves, a diabetes, as doenças oncológicas ativas, as
doenças que causam baixa das defesas (imunossupressão) e até a idade avançada, criam condições para que
as infeções sejam mais graves.
A título de exemplo, uma infeção respiratória quase banal pode evoluir para uma pneumonia, e esta agravar
o estado cardíaco e acabar num enfarte do miocárdio.
Hoje também sabemos que a simples vacinação contra a gripe, a covid-19 e a pneumonia, reduzem
grandemente as infeções respiratórias e consequentemente o número de enfartes e AVCs! Vacine-se se tem
essa indicação.
E a máscara?! Está ao seu alcance usar, sem preconceito, para sua proteção individual.

Eurico A R Silva
Médico de família
USF João Semana

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo