SaúdeSlider

“- Dr. esta tosse só passa com antibiótico!” – Por Dr. Eurico Silva

- Vejamos o que se passa.

Caro leitor, a verdade é que nesta altura do ano há muitas alergias e que perduram no tempo. No desespero pensa-se que um antibiótico resolve tudo, mas não é de todo verdade.

Com frequência existe rinite alérgica e/ou asma que agravam nesta altura. O utente pode não ter estes sintomas, de tosse, coriza, escorrência, lacrimejo, ao longo do ano e associar tudo a uma “gripe” ou outra infeção. Na verdade, o mais provável é de se tratar de alergias.

Quem tiver este género de sintomas faça por favor este questionário: http://www.caratnetwork.org/fastcaratpt/index.html

Trata-se um questionário dirigido a avaliar o controlo da rinite (vias aéreas superiores) e da asma (vias aéreas inferiores), mas mesmo sem um diagnóstico já feito, pode ajudar a suspeitar de ter ou não essas duas doenças crónicas.

Há pouco tempo com as poeiras vindas de África houve um aumento de queixas respiratórias, e foi fácil para o utente e para o profissional de saúde fazer a associação dos sintomas e estes irritantes. Relativamente a outros “aeroalergenos”, ou seja irritantes que viajam no ar, por vezes é mais difícil de estabelecer uma relação mas a solução poderá passar por explorar o link: https://www.rpaerobiologia.com/ e assim conhecer, a distribuição dos pólens por locais e ao longo do ano. Assim poderá precaver-se quer com medicação quer evitando a exposição como pode ver em: https://www.rpaerobiologia.com/recomendacoes-ao-doente

E para terminar, será que é mesmo preciso um antibiótico para essa tosse. A resposta é não e convido a ler este documento (https://ordemdosmedicos.pt/antibiotico-em-doentes-com-tosse-de-evolucao-aguda/) que está integrado num conceito mundial de boas práticas em saúde, Choosing Wisely, ou seja decidir práticas com fundamento. O conhecimento científico é o caminho e vem provando que existem ideias e tratamentos que até nos podem faz mal!

Ah! Já me ia esquecendo, tabaco e todas as novas formas de fumar, não são seguras e agravam fortemente a asma e a rinite.

Boa saúde respiratória para todos!

Eurico Silva

Médico de família USF João Semana GRESP

Assessor para as doenças respiratórias do ACES Baixo Vouga

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo