Opinião

Duas ou três – Por Florindo Pinto

“uns dizem a cantar, outros dizem a discursar”

– Nos últimos dias, as conversas de café levam ao tema “ele deu duas e ela queria três”

– É conversa privada, entre pessoas, com a linguagem e, com um cenário, talvez muito

– inadequado. Mas, diz-se, que um autarca encomendou e, uma autarquia, isso pagou

– Mas, em cenário adequado, um autarca, com cargo de muita responsabilidade, disse

– que iria “dar três”, mas, alguém que o ouviu, não bateu palmas, sorriu e pensou; será

– que dás uma? No “pacote” das três, que o autarca disse ir dar, estava a requalificação

– do Cine Teatro Esmoriztur. É sabido, que se para alguns “brincadeira tem hora”, para

– outros, “brincar está sempre na hora”. As obras, no Esmoriztur, se abordadas, teriam

– de ser a oportunidade, para um Autarca cumpridor pedir desculpa ao povo. Não seria

– necessário o fazer aos autarcas locais, por que esses, não reclamam. O “cargo” conta.

Florindo Pinto

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo