Saúde

Fora da descentralização de competências na área da saúde

Ovar é um dos oito municípios que vão ficar de fora da descentralização de competências na área da saúde: Lisboa, Setúbal, Sesimbra, Vila Real, Arraiolos, Viseu e Sobral de Monte Agraço, são os outros.
“Relativamente ao conjunto dos municípios do Continente, entre aqueles que já estão aprovados em Câmara e em trânsito para a Assembleia Municipal ou aqueles que ainda até ao final do ano as câmaras e assembleias municipais têm condições para aprovar, chegaremos ao final deste ano só com oito municípios com os quais não haverá acordo, porque não querem assumir competências nesta área da saúde”, avançou o primeiro-ministro, António Costa.
Esta manhã, no arranque de mais uma edição da iniciativa “Governo +Próximo”, que acontece até quinta-feira, no Porto, o chefe do Executivo disse estar “[concluída] com sucesso uma componente fundamental da reforma do Estado através da descentralização de competências dos municípios”.
“É um caminho que está esgotado. Sei bem que há mais caminho para avançar e quem depois vier, dará continuidade”, frisou Costa, que a partir de sexta-feira deixará as funções como primeiro-ministro. O governante falava durante a assinatura do auto de descentralização na área da saúde e do acordo de transferência do Palácio de São João Novo para o município portuense, com vista à criação do Museu do Livro, com o presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira.

Deixe um comentário

https://casino-portugal-pt.com/
Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo