LocalSlider

Furadouro acorda sem problemas de maior

Não se confirmaram os piores receios e à semelhança do que aconteceu ontem, à hora da preia-mar, o Furadouro acordou relativamente calmo quando chegou novo pico da maré, não havendo danos materiais a registar.

Depois do que se viu ontem, em que aconteceram os aparentemente inevitáveis galgamentos, comerciantes, população e autoridades estavam preocupados com o que poderia acontecer esta manhã à hora da praia mar.

Os galgamentos no Furadouro, que atiram água salgada para a marginal e depois desliza e inunda  as partes baixas da praia, já se tornaram “normais”, com muitos mirones a assistir. Aliás, já se começa a assistir ao desmontar de algumas das medidas de prevenção colocadas pelos comerciantes.

A costa de Portugal continental está, nesta sexta-feira, com aviso laranja, o segundo mais grave, por causa da forte ondulação, tal como o norte do país, mas devido à previsão de vento e chuva, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

A informação do IPMA apenas deixa de fora dos avisos os distritos de Santarém e Évora, pintando a laranja Aveiro, Viseu, Guarda, Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real e Bragança, nalguns casos devido ao forte vento, noutros também por causa da chuva.

Alguns avisos laranja prolongam-se até às 06 horas de sábado por causa do vento e da agitação marítima, como são os casos de Aveiro, Porto, Braga e Viana do Castelo, enquanto nos distritos de Viseu, Guarda, Vila Real e Bragança os avisos laranja estendem-se por causa do vento, que pode atingir rajadas de 120 km/h. (foto: José Monteiro – Veja vídeos aqui: https://www.facebook.com/ovarnews/)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta