Covid-19

Gouveia e Melo: “Temos de ter orgulho de nós próprios”

O responsável pela task-force da vacinação contra a Covid-19, disse esta manhã, que “o povo português foi fantástico. Temos de ter orgulho de nós próprios. Isto é o milagre português“.

“Enquanto os outros têm barreiras negacionistas de 20 a 30%, nós não encontrámos essa barreira. Portanto, estamos todos de parabéns. Este povo fantástico, é um povo maduro. Sou um homem alegre porque participei nisto, ajudei com o meu pequeno esforço, mas a grande ajuda são as pessoas que estão aqui ao meu lado [profissionais de saúde]”, sublinhou, em declarações aos jornalistas a partir de um centro de vacinação em São João da Madeira.

Questionado sobre a intenção de vários municípios de desativarem os centros de vacinação, o coordenador da task-force lembrou que, neste momento, “ainda temos muita gente para vacinar”, apesar de o processo estar a “andar bem”.

“Já estamos com 88% de primeiras doses, hoje devemos estar entre 72% e 73% de segundas doses. Temos de atingir 85% de primeiras doses 85% de segundas. Tenho a certeza absoluta que as autarquias não vão no fim da corrida desistir”, afirmou, sublinhando que o planeamentos são diversos caminhos e a corrida é o que for necessário até acabar o processo de vacinação.

A avançar, a terceira dose da vacinação, deverá cingir-se a cerca de 100 mil pessoas e poderá ser feita em centros de saúde, atirou o responsável, sem se comprometer com mais detalhes sobre um tema cuja decisão é da autoridade de saúde. Mas até lá, reforçou, “temos é de acabar este processo de emergência”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Leia também

Close