Covid-19
Últimas

Governo vai anunciar recolher obrigatório

A actual evolução da pandemia em Portugal vai levar o Governo a ponderar novas medidas para travar a escalada dos números de infectados e entre elas deve estar o recolher obrigatório.

O Presidente da República admitiu hoje vir falar ao país na próxima semana, após o primeiro-ministro anunciar no sábado um roteiro de medidas para conter a propagação da covid-19

O Serviço Nacional de Saúde está já sob forte pressão, estando, segundo os dados oficiais desta quinta-feira, ultrapassadas pela primeira vez, num dia, as 4 mil pessoas infectadas com Covid-19 – mais 25 novos casos no concelho de Ovar.

Assim, o Governo vai tomar um conjunto de “acções imediatas”. O primeiro-Ministro convocou os partidos com assento na Assembleia da República para uma audiência na sexta-feira e convocou para sábado um Conselho de Ministros extraordinário, para definir eventuais novas medidas de controle da pandemia. Nos últimos dias tem surgido a possibilidade de o Governo avançar para medidas mais restritivas, havendo a defesa, por parte de alguns especialistas, da necessidade de recolher obrigatório. Para isso seria necessário decretar de novo estado de emergência, que só pode ser decidido pelo Presidente da República.

Refira-se que vários autarcas do Grande Porto pediram novas medidas e sugerem o recolher obrigatório para a região que tem conhecido, nos últimos dias, um crescimento mais acelerado face ao resto do país.

Além dias audições e do Conselho de Ministros, a ministra da Saúde, Marta Temido, e a ministra do Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, estão já a ouvir epidemiologistas. Por sua vez, o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, está a ouvir os parceiros sociais, numa tentativa de equilibrar os dois pratos da balança: tomar medidas de controlo da pandemia, sem fazer novo confinamento que ponha em causa o funcionamento da economia.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta