Opinião

Homenagem ao Homem Tanoeiro – Por Florindo Pinto

“A gratidão, é um fruto de grande cultura, não se encontra entre gente vulgar”

– Quando foi colocada a estátua, alusiva ao Homem Tanoeiro e, à Indústria da Tanoaria
– naquela data, de 11 de Novembro do ano de 1989 foi cunhada uma medalha que tem

– a assinatura, do seu autor, “janatónionobre” e, tem, no anverso, a imagem da Estátua
– e os dizeres “A força do Tanoeiro. Homem simples”. No reverso cinco barris alinhados

– na posição vertical e, sobrepostos. Mais as palavras “HOMENAGEM AO TANOEIRO”. O
– gesto de bater, com o malho, no chaço, que está apoiado nos arcos, para apertar, as

– aduelas do barril, é uma demonstração da muita força que o operário tinha de aplicar
– para completar a sua obra. Com a implantação do Monumento, as gentes de Esmoriz

– perpetuaram figuras e, valores, que são o orgulho do povo Barrinhoto. Lamentável, é
– que as placas, na toponímia, não sejam de madeira, demonstrando a gratidão eterna.

Florindo Pinto

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo