Covid-19

Hospital sem receber doentes devido a surto de covid-19

O Hospital Dr. Francisco Zagalo, de Ovar, prevê regressar amanhã à normalidade possível, depois de passar quase duas semanas sem receber doentes na unidade de internamento não covid. Na origem da decisão está um surto de Covid19 detectado no serviço de medicina Interna, no passado dia 26 de janeiro.

A existência de utentes SARS-Cov2 positivos foi detectada no âmbito do protocolo de rastreio sistemático de doentes internados e profissionais de saúde em vigor naquela unidade de saúde.

Em articulação com o Grupo de Coordenação Local – Programa de Prevenção e Controlo de Infecções e de Resistência aos Antimicrobianos (PPCIRA) local, Unidade de Saúde Pública, direcções clínicas do HFZ-Ovar e do Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga (CHEDV) e a Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC), foi tomada a decisão da gestão interna do surto para aliviar pressão de internamento covid nas unidades de referências e mitigar a disseminação de contactos.

Assim, segundo nota do Hospital de Ovar, “a gestão interna do surto obrigou ao corte de doentes SARS-Cov2 positivos, doentes com covid19 e doentes contactos de alto risco (coabitantes da enfermaria), gestão possível por extensão às camas de reserva do plano de contingência COVID/Gripe”.

Segundo foi possível apurar, 12 dos 13 utentes internados na Medicina Interna estão ou estiveram infectados. “Este é um hospital de média dimensão, sem serviço de urgência e aquela é a única enfermaria, pelo que a situação teve uma gravidade bastante relativa”, explicou fonte da direcção, acrescentando que “os infectados apresentaram sintomas ligeiros”.

A não admissão temporária de novos doentes, em vigor até amanhã, no serviço de internamento daquela unidade hospitalar, deve-se “à necessidade de gestão correcta do risco dos doentes internados e da concomitante falta de médicos, enfermeiros, assistentes operacionais e assistente técnico também SARS-Cov2 positivos/COVID 19”.

No momento actual, conclui a direcção hospitalar em comunicado, “estamos na fase de normalização da equipa de recursos humanos, incluindo médicos, enfermeiros e assistentes operacionais, pelo que se prevê a retoma da lotação normal do hospital na próxima segunda feira, data prevista de conclusão da resolução completa do surto”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo