Publicidade
Covid-19

Imunidade vai continuar a ser uma preocupação em 2021

A pandemia de COVID-19 fez com que a preocupação dos portugueses com o sistema imunológico crescesse em 2020. Muitos começaram a pesquisar sobre vitaminas e suplementos capazes de melhorar a imunidade e ajudar o corpo a ter uma reação positiva em caso de infecção.

O estado de emergência continuará em vigor até pelo menos o início de março. Foram contabilizadas no país 5.500 mortes por COVID-19 em janeiro e a pandemia mantém o sistema de saúde português sob pressão.

Os esforços da sociedade civil para conter a pandemia são notáveis. A vacinação está a decorrer em todo o território de Portugal e até mesmo outros braços importantes do sistema de saúde são desenvolvidos de maneira a facilitar a vida da população. Em Esmoriz, por exemplo, é possível realizar um teste para diagnosticar COVID-19 sem deixar o seu automóvel.

publicidade

A expectativa é de que Portugal possa derrotar a pandemia de COVID-19 ainda durante 2021 para retomar as actividade económicas e restaurar uma condição de vida que se aproxime da normalidade. Ainda assim, após a vacinação em massa, medidas como uso de máscaras, distanciamento social e cuidados com a imunidade continuarão a sernecessários.

De acordo com especialistas, o uso de máscaras fará parte da vida humana pelos próximos anos com o intuito de evitar novos surtos ligados à COVID-19. A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta também que medidas como higienização constante das mãos, cuidados com embalagens de alimentos comprados e atenção com a imunidade devem fazer parte dos legados culturais e sociais deixados pela pandemia.

Por mais que o uso de máscaras e o distanciamento social não façam parte de uma normalidade desejada para o futuro, os citados legados culturais e sociais passarão a fazer parte dos rituais diários da humanidade. O cuidado com a imunidade, por sua vez, merece um destaque à parte.

Mesmo em uma época pré-pandemia, a preocupação com o sistema imunológico já deveria existir nas mentes de todos os portugueses. A proteção contra doenças leva a uma vida mais saudável a curto e longo prazo, além de gerar maior disposição para o cotidiano e diminuir o impacto de infecções corriqueiras que acontecem principalmente no período do inverno.

Angélica Collado, nutricionista e colunista do site especializado em produtos saudáveis portal Saudável e Forte, diz que o sistema imunológico pode ser regulado por uma dieta rica em nutrientes como zinco, vitamina C, vitamina D e probióticos, e que exercícios físicos regulares também ajudam a promover uma maior consistência para a imunidade.

Os portugueses que começaram a cuidar do sistema imunológico por causa da pandemia de COVID-19 devem manter os seus procedimentos actuais não apenas enquanto a doença for um problema, mas também no futuro. E para aqueles que ainda não começaram a consumir alimentos saudáveis e benéficos para a imunidade e a practicar exercícios físicos regularmente, a recomendação é de que se atentem imediatamente a tudo que ter as defesas do organismo em alta pode oferecer de positivo.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo