CarnavalSlider

Kan-kans não deixam o samba morrer

Samba-enredo para 2023 em escuta!

Os Carnavais estão a ser cancelados por todo o país por causa da pandemia, mas as máquinas que estavam a correr para fevereiro já não conseguiram travar a fundo.
É o caso da Escola de Samba Kan-kans que tinha o tema do seu samba-enredo escrito, composto e ensaiado e com gravação marcada para apenas dois dias depois do cancelamento e o melhor mesmo foi avançar. E o resultado é este (ouvir em baixo).
O tema foi escrito por Pedro Pinho e Hugo Machado para a voz e cavaquinho de Fabinho do Cavaco. A gravação foi do Daniel Oliveira.
Filipe Peixoto, presidente da direcção da “verde e branca” de Ovar  garante que “vamos continuar a ensaiar e a manter a chama acesa do samba, com ensaios e convívios, dentro do que as regras de saúde nos permitirem, mas temos esperança que vai melhorar”.
Parabéns aos Kan-kans pela inspiração e perseverança.
Nas redes sociais, a Costa de Prata também garante que a “máquina sempre esteve e está em andamento para proporcionarmos a todos um grande Carnaval, unidos pelo “Vermelho que nos move”. A promessa é no sentido de continuar, “seguindo, trabalhando e contando os dias para estar de novo aqui”.

A Charanguinha também tinha tudo decidido, mas não vai esmorecer, porque vem aí “mais um ano de luta, de persistência, de amor”. “Porque somos, e temos mesmo de ser, feitos de amor para nos mantermos cá, para não perdermos o gosto disto, para continuarmos a alimentar esta fome de carnaval”.

Em 2023, assegura a Charanguinha, “cá estaremos de novo, na esperança de que até lá tudo melhore e possamos de uma vez por todas levar para a rua aquele que é o melhor carnaval do País”.
Do lado da Juventude Vareira, não há dúvidas: “Carnaval haverá de certeza!” A escola vai arranjar, “mais uma vez, forma de assinalar esta data tão importante para todos nós, porque carnaval não são só desfiles, Carnaval é amor, é dedicação, é convívio, é nervos, é alegria, é ansiedade, é magia, é família, é amigos, é união, é tudo isto junto e muito mais”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo