LocalPrimeira Vista

Maceda: Extensão de saúde fechada depois de investimento de meio milhão

Depois de um investimento de meio milhão de Euros em 2016, o posto médico de Maceda está encerrado por falta de médicos e pessoal administrativo.

A população sente-se defraudada e a autarquia garante que “tem alertado para a situação sem que surja uma solução”. O presidente da junta de Freguesia de Maceda, Miguel Silva, garante que “jamais desistimos de ter a nossa Unidade de Saúde a funcionar em prol da nossa comunidade”.

“Fizemos a nossa parte, sem um cêntimo do Ministério da Saúde, agora, compete à ARS Centro, ACeS Baixo Vouga, encontrar a melhor solução para aí se prestar os melhores cuidados de saúde de proximidade”.

As soluções já foram apresentadas em devido tempo, sendo a que ganha mais força a de ali instalar a UCC – Unidade de Cuidados à Comunidade(UCC), mas os entraves também são muitos. Além deste, Miguel Silva não aceita ficar sem médico de família.

O autarca social-democrata garante que “compete ao Ministério da Saúde alocar os médicos e assistentes administrativas na Unidade de Saúde Laços e providenciar uma solução para a abertura da Unidade de Saúde de Maceda”. Segundo foi possivel apurar, já este quase tudo acordado para reabrir em Setembro. “Este é o momento de agir. Chega de falhar prazos e adiamentos”, conclui.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo