CarnavalSlider

Máquina voadora “made in Ovar” na Red Bull Flugtag

 

O ovarense Pedro Dias fez parte da equipa FlyforBesugas, uma das 45 equipas que participaram na Red Bull Flugtag, que decorreu em Cascais, no dia 6 de setembro.

A “meio da época de exames”, em “meados de junho”, o vareiro juntou-se a Gilberto Novais (Santo Tirso), Alexandre Correia (Trofa) e Ricardo Sousa (S. Miguel, Açores), todos estudantes de Engenharia Aeronáutica na Universidade da Beira Interior e lançaram-se à aventura.

Viram “o anúncio na internet para as inscrições no Red Bull Flugtag” e, curiosos pois “não” sabiam do que se tratava, pesquisaram “uns vídeos na internet”, tendo ficado “bastante entusiasmados” com a ideia”.

“Decidimos que teríamos de participar a todo custo, porque estava relacionado com o nosso curso e, como somos aventureiros, divertidos e destemidos, obrigaram-nos a participar neste evento”, contou a equipa ao Notícias da Trofa.

Passado “um mês” de se terem inscrito e mandado “o projeto para a torre de controlo”, a equipa foi avisada que estava nas “45 equipas escolhidas a participar”.

O estaleiro foi montado em Ovar e aqui construiram a gloriosa máquina voadora, devido “à disponibilidade de espaço e material”. Em terras vareiras, sempre dadas ao Carnaval, foi fácil encontrar “ferro, contraplacado, roofmate, plástico, madeira, tinta, fita-cola, rebites, parafusos, braçadeiras, quatro rodas e tecidos”.

“A máquina tinha um carrinho em madeira para empurrar a asa, onde no fim da plataforma cairia à água planando com o piloto por baixo”, acrescentam.

No dia da prova, a FlyforBesugas foi a 25.ª equipa a voar, tendo sido avaliada em “três aspetos, nomeadamente criatividade, performance e distância percorrida. Depois de empurrado pelos amigos de uma rampa de seis metros, o capitão e piloto Gilberto Novais, pendurado na máquina voadora, voou 12 metros sobre a marina de Cascais.

A máquina voadora nascida em Ovar recebeu 32 pontos na performance e 22 na criatividade, conquistando um honroso 14.º lugar na geral e o 3.º pela distância percorrida.

O nome da equipa – FlyforBesugas – surgiu através de Ricardo Sousa ter explicado aos amigos que nos Açores o termo besuga significa “rapariga sensual e bonita”.

“Flugtag” significa “dia do voo”. A Red Bull Flugtag é uma competição pensada para divertir o público, onde destemidas equipas e os seus corajosos pilotos têm a oportunidade de mostrar a sua criatividade, espírito inventivo e aventureiro na construção de máquinas voadoras de propulsão humana feitas com o objectivo de serem lançadas de uma rampa de seis metros. (Foto: Noticias da Trofa)

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta