Covid-19

Move On: sapatos para americanos

A Move On, empresa portuguesa detida pelos indianos da Tata e que o ano passado recuperou a licença de produção e comercialização da marca Aerosoles na Europa e Índia, vai produzir, já a partir de abril, calçado para o mercado americano. As encomendas são da Aerogroup International, dona da Aerosoles, marca que a empresa portuguesa pretende adquirir. Enquanto as negociações não terminam, estreitam-se relações comerciais, ao mesmo tempo que a Tata prepara uma estratégia para o calçado em termos globais, que chama de “Visão 2025”.

Fernando Brogueira, diretor geral da Move On, não adianta, para já pormenores. Refere, apenas, em declarações que Dinheiro Vivo que, até março, deverá estar concluído o plano para os próximos três anos. O objetivo é, no mínimo, duplicar o volume de negócios ao nível industrial e, no retalho, consolidar as lojas próprias e aumentar as franchisadas, em especial no estrangeiro. Com mais de 15 milhões de euros faturados, em 2013, só na produção e distribuição de calçado – o retalho ficou-se pelos seis milhões –, a meta da Move On para 2016 é produzir 2,2 milhões de pares de calçado e faturar 40 milhões de euros, recuperando a posição de líder no mercado de calçado de conforto.

Sobre as negociações para a compra da marca Aerosoles, Fernando Brogueira diz que "estão a correr bem" e que "não há pressa". Até porque estes são, normalmente, processos demorados. Mas garante que têm sido dados "passos enormes" e que as relações entre a Move On e a Aerogroup International são hoje "muito, muito boas". (Dinheiro Vivo)

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta