Covid-19

Ovar avança para a quarta fase de desconfinamento

Ao fim de 15 renovações do estado de emergência, Portugal prepara-se para passar ao estado de calamidade, um regime de excepção menos grave, anunciou na terça-feira o Presidente da República.

Aliás, todas as medidas sob este chapéu legal podem reportar-se a “qualquer parcela do território, adoptando um âmbito inframunicipal, municipal, supramunicipal ou nacional”, o que permite medidas localizadas e específicas, como aconteceu há um ano com a criação da cerca sanitária em Ovar.

Depois dos epidemiologistas terem feito o balanço da evolução da pandemia numa reunião no auditório do Infarmed, só falta saber que decisões vão ser tomadas pelo Governo esta quinta-feira, quando reunir em Conselho de Ministros.

Tudo indica que António Costa, primeiro-ministro, irá dar “luz verde” à quarta e última fase do plano de desconfinamento, a arrancar segunda-feira, 3 de maio, anunciando quais os municípios que seguem em frente, recuam ou se mantêm, sendo certo que o nosso Município está no primeiro grupo. Confirmando-se, os restaurantes passam a poder ter dez pessoas à volta de uma mesma mesa nas esplanadas, ou seis pessoas por mesa no interior, casamentos com 50% da lotação e são retomados os grandes eventos exteriores. A vida começa a parecer-se um pouco mais “normal”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta