Covid-19

Ovar integrado entre os concelhos de risco intermédio

Governo prepara-se para dividir o país em três zonas de risco

Se o Governo avançar mesmo com a divisão dos 308 municípios do país em três escalões, com base na incidência da Covid-19 por cada 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, o concelho de Ovar ficaria no escalão intermediário, com aqueles que apresentam entre 480 e 960 casos por 100 mil habitantes. Isso significaria, pela primeira vez nesta pandemia, um alívio nas restrições relativamente a outros concelhos.

O Governo pondera mesmo aplicar medidas mais restritivas de forma escalonada, consoante o risco de contágio da doença, tendo por base os últimos dados municipais da pandemia, divulgados na segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde.

O concelho de Ovar escaparia ao lote de 28 concelhos que poderão ser incluídos no escalão mais alto, com medidas mais restritivas de controlo à pandemia (≥ 960 casos).

A informação sobre a medida foi adiantada esta terça-feira pelo deputado José Luís Ferreira, do PEV, à saída de uma reunião com o Presidente da República, ressalvando que é apenas um cenário preliminar, que ainda não foi confirmado, nem sequer se sabe que medidas poderão ser aplicadas aos municípios em cada escalão.

No concelho de Ovar, hoje surgiram mais 36 novos casos de Covid-19, há mais 42 pessoas recuperadas e um total de 372 casos activos.

O ACES do Baixo Vouga também divulgou ontem os dados relativos à região em que estamos inseridos. Estes dados apresentam uma diferença temporal relativamente aos que são apresentados pelo presidente ovarense mas permitem fazer uma comparação com outros municípios da região.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta