DesportoPrimeira Vista

Ovarense: Goleador Tigas quer mais

Depois de ter “despachado” o Sosense por 2-0, para a Taça de Aveiro (2.ª eliminatória), a Ovarense está de volta ao seu campeonato deslocando-se ao terreno do S. Roque.

Após um arranque titubeante, marcado por duas derrotas, a Ovarense entrou nos eixos e já leva cinco jogos seguidos sempre a ganhar. A última vitória, frente ao Macieira de Cambra (5-1), colou os “vareiros” à liderança e veio revelar que em Ovar “mora” um o goleador Tigas, que assinou mais dois golos, totalizando dez tentos esta época.

“Estamos a aumentar os níveis de confiança, que é o mais importante. Temos um grande plantel e as coisas estão a começar a sair”, diz o avançado ao AFAtv.

O artilheiro da equipa até desvaloriza os golos que marca, pois só tem um pensamento: “Queremos colocar a Ovarense no lugar que merece”.

Isso implica, desde já, regressar ao Campeonato Safina. “Não nos passa outra coisa pela cabeça”, sublinha, até porque o jovem, de 22 anos, acredita fazer parte do “melhor plantel do campeonato”, ainda para mais num “clube histórico e com carisma”.

O bom momento actual abafa um arranque aos tropeções, com muitos pontos perdidos. “A folga depois da segunda jornada”, após “duas vitórias, uma para o campeonato e outra para a Taça, muito bem conseguidas”, veio “quebrar um bocadinho” o andamento da equipa, acredita Tigas, que também aponta a alguma falta de sorte no momento de finalizar: “Também era uma fase em que criávamos muito mas falhávamos. Agora, estamos a concretizar”.

Tiago Cruz, Tigas dentro das quatro linhas, diz não ter metas de golos definidas. “Quantos mais puder fazer, melhor”, atira, ele que, na época passada, foi um dos melhores marcadores do Avanca no principal escalão de Aveiro, com oito remates certeiros.

Apesar desse estatuto, decidiu, esta época, mudar de ares e aceitar o convite dos vareiros. “Tinha o desejo de representar a Ovarense”, um sentimento tão forte que o fez baixar na hierarquia competitiva do distrito. No segundo escalão de Aveiro, encontrou “um campeonato um bocado diferente, muito aguerrido e complicado”, nada que o deixe arrependido da escolha feita.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo