CulturaPrimeira Vista

“Pela Lente da Igualdade” inaugurada no Buçaquinho

O Núcleo das Mulheres Social-Democratas de Ovar (NMSDO) assinalou o Dia Internacional da Mulher, com a abertura da exposição “Pela Lente da Igualdade: Moda Fotográfica”, dedicada ao tema da discriminação de género, que vai estar patente até ao final do mês na cafetaria do Parque Ambiental do Buçaquinho.

Salvador Malheiro aproveitou a sessão de abertura em que participaram também o reeleito presidente da oncelhia ovarense do PSD, Pedro Coelho, autarcas do partido e dezenas de militantes, para enfatizar a “especial sensibilidade das mulheres para muitas das questões que dão forma à social democracia e a valorização da mulher pelo seu mérito”.

Apostado no fomento da participação e da afirmação da mulher na política, o NMSDO, através da sua coordenadora Carla Madureira, sublinhou, com agrado, o facto da candidatura de Salvador Malheiro, à liderança do PSD Distrital, ter “incluído mais mulheres nas suas listas e a temática da intervenção feminina na actividade política”.
Pela não discriminação de género foi a principal mensagem que as Mulheres Social-Democratas de Ovar quiseram transmitir em pleno Dia Internacional da Mulher, através de uma exposição que faz “pensar as temáticas da igualdade de género, violência doméstica e tráfico de seres humanos, e que estará patente até ao final do mês na cafetaria do Parque Ambiental do Buçaquinho, na confluência de Esmoriz e Cortegaça”.

Pensar as temáticas da igualdade de género, violência doméstica e tráfico de seres humanos através da moda fotográfica “é uma forma de pensarmos e fazer pensar, pois a arte interroga e atribui novos significados ao se apropriar de imagens, não só as que fazem parte da história da arte, mas também as que habitam o quotidiano, causando inquietude e espanto”, sublinhou Carla Madureira.

Considerando que a moda representa uma das indústrias com maior impacto na população, sendo seguida e reproduzida, optou-se por usá-la como forma de fazer passar mensagens contra as mais diversas formas de violência, “sendo que neste caso optou-se por usá-la como veículo privilegiado na luta contra a violência doméstica de seres humanos, bem como na promoção da igualdade de género”.

Esta mostra fotográfica, que se enquadra no Plano de Acção do Núcleo de Mulheres Social Democratas de Ovar, é aberta a toda a comunidade, “tendo como principal objectivo alertar e consciencializar para uma realidade cruel: a que nenhum ser humano deve ser subjugado.” Por isso, “todos juntos vamos lutar conta esta realidade e transmitir às pessoas que conhecemos, vítimas de qualquer tipo de violência, que existem organismos com competência para as ajudar, sem as expor, e com técnicos em quem podem confiar”, explicou a coordenadora do NMSDO.

A exposição é da autoria das Edições Associação Famílias.
Fotógrafo: Pedro Lacerda
Modelos: Act In Models
Caracterizador: Pedro Ildo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo