Opinião

Perímetro Abdominal: mais do que uma questão de estética, uma questão de saúde – Enf. Elsa Lopes

O excesso de gordura na região abdominal, mais do que uma questão estética é uma questão de saúde, podendo ser sinal de existência de gordura visceral – gordura que se acumula entre e nos vários órgãos, como o estômago, o fígado e o pâncreas.

Enquanto a gordura subcutânea, localizada entre a pele e os músculos da barriga, é visível e não tão preocupante para a saúde, a presença da gordura visceral não é tão óbvia, pois mesmo uma pessoa com peso adequado às suas caraterísticas pode apresentar gordura visceral em excesso. No entanto, o inverso também é
verdade: uma barriga saliente pode resultar da acumulação de gordura subcutânea e não de gordura visceral.

A presença desta gordura pode trazer consequências graves para a saúde pois está associada ao maior risco do desenvolvimento de doenças como hipertensão, aumento dos níveis de colesterol, enfarte do miocárdio, acidente vascular cerebral (AVC), diabetes tipo 2 e cancro (colorretal e da mama).

A medição do perímetro abdominal é um método simples da avaliação da distribuição da
gordura corporal, sendo um bom indicador da presença de gordura visceral. Muitas vezes esta
medição é efetuada durante a sua consulta, pelo médico/enfermeiro de família, para perceber
se apresenta ou não obesidade abdominal e potenciar o conhecimento sobre os riscos que
corre. No entanto, esta medição também pode ser realizada por si. O processo é simples:
coloque-se de pé, remova a roupa em torno da cintura, adote uma posição descontraída e
coloque uma fita métrica à altura do umbigo. Se for mulher e tiver um perímetro abdominal
superior a 88 cm ou homem com mais de 102 cm, a sua saúde poderá estar em risco!

E agora? O primeiro passo para diminuir o excesso de gordura visceral é adotar hábitos de vida
saudáveis que lhe permitam perder gordura corporal (sim, porque não conseguirá perder
gordura apenas na zona da barriga).

Assim, as principais medidas a serem adotadas são uma alimentação saudável e a prática de atividade física. Deve optar por reduzir o consumo de gorduras e açúcares. Reforçar o consumo de proteína magra (como peito de frango), fruta e vegetais, hidratos de carbono complexos, como batata doce, leguminosas e cereais integrais. O ideal é optar pelos alimentos cozidos em água ou ao vapor, assados e grelhados. Dê preferência à água em detrimento de bebidas alcoólicas e refrigerantes.

Em suma, melhore a qualidade da sua alimentação e diminua as quantidades, pois só assim
entrará em défice calórico e, consequentemente, perderá gordura.

Procure fazer do exercício físico uma rotina. A atividade física deve ser praticada pelo menos
três vezes por semana. Caminhar ou correr, dependendo da sua capacidade, é uma atividade
adequada para a perda de gordura visceral.

Tenha em atenção o seu corpo e adote hábitos de vida saudáveis. Hábitos para a vida!

Enf. Elsa Lopes
USF João Semana

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta