Covid-19

Pingo Doce volta atrás na decisão e já não abre às 6h30

O Pingo Doce comunicou a decisão de que, afinal, já não vai abrir às 6h30 no fim de semana. Segundo diz a cadeia de supermercados do grupo Jerónimo Martins, a antecipação da abertura tinha o objetivo de evitar ajuntamentos.

“A alteração extraordinária de horários comunicada pelo Pingo Doce gerou uma controvérsia nacional que não esperávamos e que não desejámos”, começa por dizer o comunicado divulgado no Facebook esta quinta-feira pelo Pingo Doce.

“Face às múltiplas interpretações, também de implicação política, que têm vindo a ser feitas e veiculadas ao longo das últimas horas e ao nível da discussão pública gerada, o Pingo Doce informa que os horários habituais das suas lojas se manterão inalterados”, informa a nota divulgada, pelo que, assim, fica de parte a possibilidade de abrir às 6h30.

O Pingo Doce explicou, no entanto, o porquê de ter ponderado abrir tão cedo os supermercados: “A intenção do Pingo Doce ao decidir antecipar a abertura da maioria das suas lojas no próximo fim-de-semana era a de contribuir para evitar a concentração de clientes no período da manhã, facilitando o desfasamento das visitas numa altura em que a situação epidemiológica no país aconselha toda a prudência”.

Recorde-se que vários autarcas já tinham manifestado contra a decisão da cadeia de supermercados abrir mais cedo, como é o caso dos autarcas de Lisboa e de Gaia.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Veja Também
Fechar
Botão Voltar ao Topo