Política

PS: Emanuel Oliveira candidata-se à concelhia para “liderar politicamente o Município”

Foi perante uma plateia lotada que Emanuel Oliveira apresentou, esta sexta-feira, a sua candidatura à concelhia socialista, com muitos rostos conhecidos presentes e a apoiar, com destaque para os dois últimos presidentes da Câmara Municipal de Ovar pelo PS, Armando França e Manuel Oliveira.

Na sessão que decorreu no Aqua Hotel em Ovar, a equipa liderada por Emanuel Oliveira aposta numa nova dinâmica partidária que permita não apenas uma oposição responsável, competente e dinâmica ao actual executivo municipal PSD, como sobretudo, a preparação de novos desafios que permitam ao PS voltar a liderar politicamente o Município, conferindo-lhe uma nova e diferente dinâmica.

A candidatura sublinhou a elevada adesão de cidadãos e representantes do tecido social e económico local, em assinalável número, para além de uma larguíssima adesão de militantes socialistas.

Na apresentação dos membros que integram a equipa candidata à liderança do Partido Socialista no concelho de Ovar, Emanuel Oliveira destacou a “abrangência e representatividade de todas as freguesias do concelho, congregando militantes socialistas com experiência autárquica em múltiplos quadrantes com uma assinalável introdução de novos rostos, em equipas paritárias”.

Apoiado pela presença de outras estruturas do partido, nomeadamente as candidaturas às secções de Ovar e Esmoriz, bem como às Mulheres Socialistas e ainda a presença entusiasta da Juventude Socialista, Emanuel Oliveira deixou algumas linhas fortes do projeto com que se apresenta a votos junto dos militantes socialistas, apontando não apenas ao interior do Partido mas também à acção autárquica e ao futuro próximo, no qual considera “urgente o PS voltar a assumir os destinos políticos do Município, retomando o rumo de desenvolvimento que o PS sempre introduziu na governação do Concelho, por oposição à estagnação e retrocesso dos últimos anos que constata, sob a
liderança do PSD”.

A um nível interno, Emanuel Oliveira apontou como desafios a “criação de condições para aumentar o número de militantes, apostando na promoção de momentos e espaços de participação activa, com o envolvimento de agentes de diferentes sensibilidades políticas, bem como independentes, tornando o PS aglutinador de novas ideias e vontades, potenciando uma maior e melhor articulação com a sociedade civil, desenvolvendo dinâmicas de debate e participação que permitam preparar e apresentar um programa mobilizador para o futuro do Município de Ovar”.

A importância da comunicação não foi esquecida, vincando no seu discurso a importância de “criar canais e estratégias de comunicação com os munícipes, assim como uma articulação estreita com os órgãos distritais e nacionais do Partido Socialista, potenciando estas relações em prol das necessidades do concelho de Ovar, colocando-o de novo agenda das prioridades nacionais”.

Sob fortes aplausos do público presente, terminou a apresentação destacando a urgência da “recuperação da vitalidade, dinamismo, competência e credibilidade, sempre assentes na defesa de valores e atitudes fundamentais, pautando-se por uma actuação ética e responsável”, quer, para já, como “oposição quer, numa mensagem claramente dirigida e apontada às próximas eleições municipais, trabalhando dedicada e empenhadamente para posicionar o PS para os desafios com os quais nos iremos deparar em outros posicionamentos”.

As eleições internas decorrem a 7 de outubro, seguindo-se agora um período de campanha, que Emanuel Oliveira pretende que seja não apenas interna mas também de apresentação das ideias-chave aos cidadãos vareiros, independentemente da sua filiação partidária (ou ausência dela).

 

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo