Covid-19

PSD: Apoiar eleitos e proteger militantes

O único candidato conhecido à presidência da secção de Ovar do PSD elege “o trabalho de apoio e defesa dos nossos eleitos, militantes e simpatizantes”, como o “grande repto” que tem pela frente se for eleito, no próximo dia 25.

Esta foi uma das mensagens lançadas na última quinta-feira, na apresentação da sua candidatura, numa sessão em que estiveram presentes, entre outros, o presidente da distrital, António Topa, e o presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro.
Pela primeira vez em 20 anos, o PSD, em Ovar, governa a Câmara Municipal, a Assembleia Municipal e três das cinco juntas de freguesia, “o que nos obriga a uma acção política completamente diferente da realizada nos últimos 20 anos”.

Pedro Coelho, cuja candidatura se denomina “Consolidar o Presente, Vencer o Futuro”, quer assumir a “responsabilidade de os apoiar, de os proteger, mas também de os prevenir e aconselhar, com lealdade, com amizade e sentido de dever. Com esta postura, os nossos eleitos serão ainda mais assertivos, atentos e diligentes”.
A estratégia visa, segundo disse na sua intervenção, não desperdiçar a mobilização criada em entorno dos militantes. “Teremos de criar envolvência permanente, junto dos mesmos, para que a sua mobilização e empenho não se faça de forma ocasional”.

Na sua perspectiva, “devemos querer uma proximidade permanente e sistemática e manter um nível de mobilização constante”.
“Queremos proporcionar maior e melhor conhecimento dos diferentes assuntos da vida autárquica para que, devidamente informados, os nossos militantes e simpatizantes sejam os verdadeiros porta-vozes em cada canto do nosso Município”, prometeu Pedro Coelho. 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Leia também

Close