Life&Tek

PSP alarga programa “Estou Aqui” a adultos

A Polícia de Segurança Pública (PSP) registou ontem o acionamento de uma pulseira Estou Aqui Adultos (EAA), que permitiu solucionar rapidamente uma ocorrência de desaparecimento de uma pessoa.

Uma pessoa adulta, com cerca de 40 anos de idade, deu entrada num hospital do distrito de Lisboa, desorientada e sem capacidade de explicar a causa do transtorno, referenciar a morada de residência ou o contacto de alguma pessoa do círculo familiar de apoio.

No estrito cumprimento dos protocolos de segurança, de imediato o pessoal de saúde referenciou a situação aos Polícias em serviço no hospital, que verificaram que a pessoa era portadora da pulseira da PSP Estou Aqui Adultos.

Por intermédio do código da pulseira foi possível a PSP contactar de imediato a família e informar do paradeiro da pessoa, promovendo o reencontro familiar numa janela temporal que não superou uma hora desde que a família havia constatado o desaparecimento.

O programa EAA constitui uma iniciativa exclusiva e pioneira da Polícia de Segurança Pública (PSP), iniciada em 2015 em parceria com a Fundação Altice Portugal.

Este programa tem como principal objetivo agilizar o trabalho de sinalização de uma pessoa adulta momentaneamente desorientada (inconsciente ou com perturbação da referência espácio-temporal) e promover o seu rápido retorno à família.

Em 2022, a PSP registou 1 787 novas adesões a este programa e, atualmente, registamos 3 587 pulseiras ativas a nível nacional, i.e., há 3 587 pessoas que se encontram abrangidas a nível nacional por este programa de reforço de segurança individual e registamos 20 ocorrências solucionadas pela PSP com recurso a esta ferramenta.

A adesão ao programa é realizada pelo sítio do EAA, disponível AQUI, sem qualquer custo direto ou indireto associado.

Após aderirem ao EAA, os requerentes deslocam-se à esquadra da PSP escolhida aquando do pedido e levantam a(s) pulseira(s). A plataforma é gerida exclusivamente pela PSP e os dados pessoais são utilizados exclusivamente no contexto do programa.

As pulseiras possuem um código alfanumérico, único, sem qualquer relação com dados pessoais. São válidas em todo o território nacional, durante 2 anos, e podem ser solicitadas tanto para pessoas residentes em Portugal como não residentes (p.e., estrangeiros que se encontrem de férias).

Qualquer adulto que encontre a pessoa desorientada somente necessita contactar o n.º de emergência nacional (112) e comunicar onde se encontra e qual o código da pulseira EAA utilizado pela pessoa encontrada. A PSP assegura o contacto com a família e o subsequente reencontro.

A adesão das famílias a este programa da PSP e o uso da pulseira pelas pessoas aderentes tem permitido rapidamente resolver ao longo dos anos diversas ocorrências que, de outra forma, demorariam necessariamente mais tempo a solucionar, em face da natural desorientação e dificuldade em disponibilizar informação aos Polícias que permita o contacto com as famílias. 

A PSP recomenda a quem acabou de se deparar com uma situação de desaparecimento:

  •        Comunicar o desaparecimento às forças de segurança, prestando de imediato todas as informações acerca das rotinas, vestuário utilizado e outros que se afigurem pertinentes;
  •        Contactar outras pessoas de confiança da pessoa desaparecida e questionar sobre o seu paradeiro ou qualquer outra informação relevante.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo