LocalSlider

Quebra-mares do Furadouro e Cortegaça avançam

O presidente da Câmara Municipal de Ovar dá conta da realização de uma recente reunião mantida na Agência Portuguesa do Ambiente para “tratar de assuntos” relacionados com os dois quebra mares destacados previstos para o Furadouro e um terceiro para Cortegaça.

O autarca vareiro deposita muita esperança nestras obras de defesa da costa, frisando que “o futuro do nosso Município passa muito por aqui”. “Trata-se de projectos estruturantes”, acrescentando, optimista, que “o processo vai avançando”.

Os três quebra-mares destacados – “paralelos à costa” serão complementados com a injecção de cerca de 1,5 milhões de metros cúbicos de areia.

Esta obra enquadra-se na nova filosofia da Tutela que não vai construir mais esporões perpendiculares às praias para além de um reforço de estruturas aderentes deste tipo em Ílhavo, Vagos e Mira (quase um milhão de euros).

Durante a apresentação, em Vagos, do Litoral XXI – Governança e Plano de Acção, em julho de 2016, o ministro do Ambiente, Pedro Matos Fernandes elogiou o município de Ovar por aceitar assumir esta obra de vinte milhões de euros, cuja comparticipação nacional, no valor de três milhões, será financiada pelos respectivo orçamento.

O projecto, executado com base em estudos prévios técnicos e científicos promovidos pela Edilidade, foram contratualizados e pagos pela Câmara Municipal de Ovar, confirma Salvador Malheiro.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo