Covid-19

Recomendações para enfrentar o mau tempo

O mau tempo vai continuar. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera emitiu um novo aviso sobre mau tempo até domingo em Portugal continental, prevendo forte agitação marítima, vento, chuva e queda de neve nas regiões centro e norte.

Segundo um comunicado divulgado pelo IPMA, estas condições meteorológicas decorrem de uma forte corrente de oeste no Atlântico norte e da passagem frequente de ondulações frontais de forte actividade pelo território do continente.

As previsões apontam para "precipitação generalizada a todo o território do continente, persistente, com períodos de maior intensidade e com queda de neve nas regiões do norte e centro, e que, na quinta-feira, chegará a cotas de 600 a 800 metros".

A altura significativa das ondas na costa ocidental irá variar entre cinco e sete metros podendo atingir alturas máximas entre oito e dez metros.

Face às condições meteorológicas adversas que são esperadas, nomeadamente, para o período entre as 00H00 desta quinta-feira, dia 6 de fevereiro, e as 23H59 de 8 de fevereiro, sábado, prevendo-se precipitação e ventos fortes com rajadas, alguns municípios estão a emitir recomendações à população para a tomada das necessárias medidas de prevenção.

Medidas preventivas:

. Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;

. Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias;

. Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;

. Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;

. Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte;

. Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando se possível a circulação e permanência nestes locais;

. Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos na orla marítima;

. Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo