CulturaPrimeira Vista

“(Re)Estruturas” de Manuela Mendes da Silva para ver no Museu

O mais recente projecto de arte plástica da artista natural do Porto, Manuela Mendes da Silva, com o título “(Re)Estruturas”, foi inaugurado no dia 24 de abril no Museu de Ovar.

A exposição que simbolicamente inundou esta casa promotora de cultura de muita cor e transparências na véspera do 41º aniversário do 25 de abril, pode ser vista até 23 de maio.

Na inauguração, o director do Museu, Manuel Cleto, agradecimento a presença da “amiga Manuela” e das suas obras abstractas, sobre as quais a artista falaria das fases de construção, desde os trabalhos de grande porte aos quadros mais pequenos, mas sempre no mesmo estilo gestualista, em que procura transpor para o óleo sobre tela e acrílico sobre tela as transparências da aguarela.

Trabalhos que a pintora tem dificuldades de se desligar quando vende, ainda que esta relação seja compensada pela disponibilidade dos compradores ou coleccionadores em partilharem as pinturas adquiridas sempre que autora as  solicita para uma exposição.

Manuela Silva iniciou a sua carreira artística em 1966, é membro da sociedade nacional de belas-artes e encontra-se representada no “European Art Museum”. A artista portuense tem ainda a sua obra retratada em filme, nos arquivos da cinemateca portuguesa, “No Meu Atelier do Porto”, por Álvaro Queirós.

Maria Manuela Mendes da Silva, que nasceu na cidade do Porto no dia 9 de fevereiro de 1948, é filha do pintor e aguarelista José Bastos que, tal como o avô, o também pintor Mestre Mendes da Silva, incentivaram desde cedo a jovem que na Escola Superior de Belas-Artes do Porto em 1966 se licenciou em Pintura, leccionando depois desenho na então Escola Industrial e Comercial de Gondomar.

JL

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo