Opinião

Se tem “indicadores de excelência”, por que cobra o IMI?

– A Constituição Portuguesa, que deve ser a Bíblia do Governo, refere aos portugueses
– Que todo o cidadão, tem direito a uma habitação condigna e, outras garantias “boas”
– Assim vai sendo, para algumas “gentes”, com séria, ou, não, falta de recursos e meios
– Casas são disponibilizadas e, muitas vezes terão sido, sem que se indague os porquês
– Mas, aquele que trabalha, se esforça, se priva do bom viver, pede, compra e constrói
– Substitui o Estado, na obrigação de lhe dar a habitação condigna e, tem como prémio
– Pagar à Câmara, um imposto (IMI), para que a Câmara pague do “justo”, ao “injusto”
– e com “ares paternalistas”, anuncia “o Imposto sobre Imóveis mantém – se reduzido”
– A realidade, é que, IMI- habitação própria, é um imposto injusto, que paga ao injusto
– O IMI, são €+€, que os “exploradores, agasalham”. Os autarcas, de cá sabem quanto?

Florindo Pinto

Artigos relacionados

Deixe uma resposta