Covid-19

Todos precisamos de «Afectos e Ternura»

Quando entramos nas instalações da «Afectos e Ternura», sentimo-nos logo bem. A decoração tem bom gosto, as cores são suaves e a harmonia respira-se.

 

Tudo tem o cunho pessoal de Marta Ramos, a mentora, psicóloga, proprietária e coordenadora do espaço que abriu, em meados de Março, no Largo dos Combatentes da Grande Guerra, em Ovar.

Marta Ramos é psicóloga e quando ficou desempregada, em Julho do ano passado, começou a pensar em alternativas, pois "ficar parada nunca foi uma opção".
 
E assim, "aos poucos, foi surgindo a «Afectos e Ternura» que, numa fase inicial, tinha apenas serviços ao domicílio, mas foi crescendo, foi-se alterando, aproximando-se dos moldes que hoje apresenta – Serviços de Psicologia".

A página no Facebook foi lançada a 16 de Setembro de 2013, e a recetividade das pessoas foi chegando, foram surgindo pedidos e as primeiras iniciativas foram dinamizadas.

O salto para a decisão de abrir um espaço físico da «Afectos e Ternura» surgiu em Novembro de 2013. Em primeiro lugar, adianta Marta Ramos, devido à "necessidade de ter um local onde pudesse desenvolver todos os serviços, iniciativas e ideias que tinha para a «Afectos e Ternura», e depois porque comecei a sentir que era a altura ideal para arriscar".

E porquê Ovar, questionamos nós? "Ovar surgiu quase como opção única para me estabelecer, primeiro por ser uma cidade simpática e que, apesar de não ser muito grande, recebe muito bem novos projetos e ideias. Depois porque considero que os Vareiros são acolhedores e têm uma mente e espírito muito abertos, são recetivos a novas ideias e gostam de conhecer novos conceitos". Por último, "porque gostei logo do local em que está a «Afectos e Ternura» desde o primeiro dia que o fui conhecer".

O público-alvo da «Afectos e Ternura» é composto por bebés, crianças e adolescentes. No entanto, acrescenta Marta Ramos, "temos também alguns serviços para adultos".

Então, a «Afectos e Ternura» tem vários serviços na área de Psicologia (terapêuticos), e outros serviços mais lúdicos. Em termos terapêuticos, oferece consultas de Psicologia, sessões de estimulação cognitiva e sensorial, intervenção segundo as Terapias Expressivas, Acompanhamento Psicopedagógico (acompanhamento escolar), Programas de Intervenção em casos de Hiperatividade, Dificuldades de Aprendizagem e Deficiência. "Tudo isto, dependendo da problemática e do pedido que surge", ressalva.

Em termos mais lúdicos, a oferta inclui "Oficinas CRI(ARTE)", que acontecem todos os meses com temas diferentes, a "Hora: Era uma vez…", que acontecem duas vezes por mês e que permitem a exploração de histórias infantis através de pequenas dramatizações, seguida de algumas atividades, aulas de Dança Criativa para crianças a partir dos 3 anos de idade, e que são cheias de movimento, imaginação, permitindo o desenvolvimento da criatividade, memória e motricidade.

Os adultos não foram esquecidos, pois a «Afectos e Ternura» disponibiliza igualmente consultas de Psicologia, como nos diz Marta Ramos, adicionando ainda: "Temos o Espaço: Mamã, em que ajudamos a preparar a chegada do bebé (para grávidas), temos o serviço de BabySitting e KidSitting e temos ainda o serviço: Vens-me buscar?, em que vamos buscar as crianças à escola/infantário e as trazemos para a «Afectos e Ternura» até que os pais possam ir buscar".
 
"Temos ainda a possibilidade de dar formação/workshops em escolas / instituições / hospitais na área de Psicologia", acrescenta Marta Ramos.

A «Afectos e Ternura» está aberta de segunda a sexta-feira, das 9h às 19 horas, e aos sábados, das 9h30 às 13 horas. Há algumas atividades que vão acontecer aos domingos e por isso, abrirá excecionalmente em dias de atividades.

 

TRÊS PERGUNTAS A:
Marta Ramos, Psicóloga

Os serviços de um psicólogo são caros?
Não, não é assim. Existem serviços ou atendimentos mais caros, mas de uma forma geral ir ao Psicólogo já não é “um luxo” como há uns anos atrás. Por exemplo, um pacote que inclui ir buscar a criança à escola, trazê-la para a «Afectos e Ternura», onde ela vai encontrar uma série de actividades que a vão ocupar, pode custar cerca de 50 euros por mês. Aliás, o valor mais elevado que temos de consulta, de actividades, não ultrapassa os 30 euros. Este preço também tem essa dimensão de revelar que ir ao psicólogo não é um luxo e pode ser uma decisão chave para o futuro de uma criança.

Pessoas com orientação psicológica são mais felizes?
São mais felizes, e mais felizes serão se vierem à «Afectos e Ternura», porque somos muito mais que um gabinete de Psicologia, e o nosso lema é: Feliz é quem cuida com Amor, e na «Afectos e Ternura» cuidamos com amor!

Acha que o bem-estar psicológico é devidamente valorizado?    
Não tanto quanto devia ser, mas ao longo dos anos tem melhorado muito a visão do Psicólogo e do trabalho por ele desenvolvido. Já se valoriza mais, no entanto ainda está muito associado à doença mental e à Psiquiatria, e a área de atuação da Psicologia é muito mais vasta – é também isso que a «Afectos e Ternura» pretende mostrar e desmistificar.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta