LocalSlider

Uma corrida a dois para o desassoreamento da Ria

[themoneytizer id=”16574-1″]

 

O Ministério do Ambiente já pré-seleccionou duas empresas para a execução da empreitada de desassoreamento da Ria de Aveiro.

Prevê-se que, em meados de Outubro, sejam conhecidos mais pormenores do concurso tendo em vista a execução de uma obra esperada há 20 anos, na região ribeirinha, avaliada em 17,65 milhões de euros e com o prazo de execução de 15 meses.

Actualmente em fase de concurso público, a obra está num momento difícil, pois Celina Carvalho, presidente do Polis da Ria de Aveiro, apresentou recentemente o pedido de demissão do cargo.

A Comissão Liquidatária da sociedade deverá reunir em Assembleia Geral da instituição, sendo esperada nessa data uma clarificação da actual situação.

O Polis da Ria de Aveiro está em fase de extinção, pelo que foi designada uma Comissão Liquidatária que a própria Celina Carvalho também encabeçava.

A instituição, que tem a sua sede em Aveiro, é uma sociedade anónima de capitais exclusivamente públicos, constituída pelo Estado (56 por cento) e por municípios através da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (44 por cento). Nos últimos anos tem sido responsável por diversos projectos de reabilitação e valorização da zona ribeirinha da região.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta