DesportoOutrosSlider

Vareiro Milhomens cresce com o Póquer nacional

[themoneytizer id=”16574-1″]

Visto no cenário internacional como uma força emergente, Portugal está a crescer no Póquer internacional. Já são vários os jogadores profissionais portugueses de destaque e um deles é Rui Milhomens, ovarense que conquistou bons resultados nos últimos anos.

Parte do optimismo no Póquer português fica a dever-se a Rodrigo Carmo, que está a aumentar seu prestígio internacional com actuações impressionantes em torneios de classe mundial. Em Janeiro deste ano, Carmo foi o grande vencedor do último torneio do PokerStars Caribbean Adventure (PCA), disputado nas Bahamas, mas insuficiente para tirar Ramon Colillas do topo do ‘ranking’.

Destaque da imprensa internacional, o espanhol conquistou o PSPC, organizado pela PokerStars, e arrancou rumo ao topo do Póquer com um título improvável. O PCA recebeu os melhores competidores do mundo e milhares de profissionais estiveram em acção. Ao todo, foram 11 dias de muito póquer num dos países mais bonitos das Caraíbas.

Apesar do destaque mundial para Colillas, a vitória num dos torneios do PCA foi muito importante para a carreira de Rodrigo Carmo, pois com isso o jogador português assumiu o primeiro lugar do ‘ranking’ português no Global Poker Index (GPI). Esta liderança nacional coloca-o à frente de lusos como Filipe Oliveira, João Barbosa, João Vieira e outros competidores portugueses conhecidos.

Além destes portugueses fundamentais para o bom status do Póquer luso, outro nome em destaque e que promete mais uma boa época é Diogo Veiga. Em 2018, tornou-se o primeiro competidor nacional a terminar o ano entre os 100 melhores do mundo no ‘ranking’ mundial do GPI.

Rui Milhomens

A cidade de Ovar tem um representante entre os melhores, com Rui Milhomens, há mais de uma década nos principais torneios nacionais, terminou a última época entre os 50 melhores portugueses no ranking do GPI.

Milhomens tem uma carreira consolidada e já acumulou muita experiência. Além dos torneios portugueses, em mais de 10 anos de trajectória no Póquer ele disputou eventos na Espanha, Bahamas, Inglaterra, República Checa e outros.

Especialista no Póquer ao vivo e também na modalidade online, o ovarense tem como um de seus principais destaques a sexta colocação no evento principal do “European Poker Tour de 2009”. Na ocasião, ele ganhou prémio de 124 mil libras.

No Póquer online, Portugal tem alguns nomes que estão a aparecer cada vez mais na parte superior dos ‘rankings’ mundiais. É o caso de Barbosa, citado como um dos líderes de Portugal no ranking nacional em 2019.

No ano passado, o portuense conseguiu entrar na selecta lista dos 200 melhores do mundo no que diz respeito ao póquer online. Segundo o site Hendon Mob, especialista no tema, Barbosa é activo em grandes torneios
de póquer desde 2008, quando venceu uma competição importante em Madrid.

O crescimento de nível do póquer português reflecte-se no optimismo dos empresários em organizar mais torneios no país. Apontado como novo destino para grandes circuitos internacionais, o director de torneios, o italiano Christian Scalzi está feliz com a força demonstrada por Portugal: “O mercado português vai crescer e muito em breve serão lançados muitos novos eventos com parceiros estratégicos”, afirmou Scalzi em entrevista
recente.

Para 2019, a expectativa é de muitos torneios sediados em Portugal e vários já estão confirmados. Um dos principais é o circuito Four Seasons, que é realizado com muita frequência e reúne competidores amadores e
profissionais para a disputa de diversos eventos ao longo do ano. Alguns dos principais casinos portugueses são sede dos eventos Four Seasons, como o Casino Espinho, Hotel Casino Chaves, Casino Vilamoura, Casino Monte Gordo e Hotel Algarve Casino.

Os olhares do Póquer estão cada vez mais em Portugal e isso não é uma surpresa para os profissionais que estão envolvidos nesse desporto. Se depender destes jogadores portugueses em boa forma, é possível que o país atinja resultados ainda mais expressivos em 2019 e atraia o interesse de vários empresários para a organização de torneios a nível mundial no território luso.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta