Opinião

O actual momento do CDS – Fernando Almeida

Tenho evitado pronunciar-me publicamente sobre o momento difícil que o CDS atravessa. Não me é indiferente, dói-me muito e chega a revoltar-me.

Ao longo de 26 anos, dei muito de mim ao CDS sem NUNCA pedir nada em troca. Tenho assumido as minhas posições com frontalidade e enfrentado várias vezes quem “manda”, os militantes do partido sabem que tem sido assim. Nunca fui vulnerável ao que quer que fosse…

Hoje, após a situação dramática a que a actual direcção trouxe o partido, entendo que é chegado o momento do CDS se renovar e reafimar, se não fizer esse caminho corre o sério risco de se extinguir.

Gostava que Cecília Meireles assumisse a sua responsabilidade enquanto vice-presidente do CDS e renunciasse ao cargo de deputada, dando assim lugar a Francisco Rodrigues Dos Santos, um jovem promissor e com perfil para protagonizar a mudança necessária. Este é apenas um exemplo do que é expectável esperar de quem tem responsabilidades e o dever de as assumir, mas podia ter dado outros exemplos.

Pela minha parte, sinto-me completamente distante deste CDS, não viro costas num momento difícil, ainda cá estou na esperança que novos ventos soprem no futuro.

Fernando Camelo Almeida
Eleito CDS na AM Ovar
17.10.2019

Artigos relacionados

Deixe uma resposta