Covid-19
Últimas

Vareiros radicados na Suiça hesitam no regresso por causa da pandemia

As dúvidas e a incerteza sobre a evolução da pandemia de covid-19 estão a levar muitos portugueses a viver na Suíça a cancelar as viagens de regresso no verão ou redobrar cuidados.

A pandemia e os eventuais riscos no regresso ao país que não integra a União Europeia, está a preocupar muitos emigrantes portugueses na Suíça, que preferem não ir de férias a Portugal.

O Chef Chocolatier vareiro, Jorge Cardoso, é um desses casos e, por ventura, um dos mais famosos. Radicado na cidade suíça de Friburgo, o Chef hesita. “Tenho viagens marcadas para me deslocar a Portugal”, conta ao OvarNews, ele que esteve em Ovar recentemente, por altura do Carnaval para expor uma escultura em chocolate de Cristiano Ronaldo.

Como faz todos os anos, a viagem à terra Natal, no verão, serve para matar saudades da família, mas também para regularizar vários assuntos. “Gostaria de ir porque tenho assuntos a tratar, mas infelizmente estou a hesitar, devido à situação que vivemos”, informou ainda.

“Os portugueses têm medo de perder os seus trabalhos, no caso de ficarem bloqueados em Portugal. E a maioria não quer correr esse risco”, explica o Nuno dos Santos, Presidente da Associação de Apoio à Comunidade Portuguesa na Suíça (AACP).

Segundo o presidente da AACP, o motivo de apreensão dos portugueses está ligado ao receio de um possível fecho das fronteiras ou a uma imposição de quarentena que os obrigaria a ficar em território português, caso o vírus se prolifere de forma repentina em Portugal.

“Oiço regularmente pessoas a queixarem-se da falta de empatia por parte do governo português”, afirma o presidente, salientando que “a única preocupação que existe por parte dos nossos deputados em Portugal é a diminuição das remessas dos emigrantes e das consequências que essas trarão para o turismo em Portugal”.

“Preocupem-se com os emigrantes e não com o dinheiro deles”, implora o dirigente associativo deixando transparecer a sua indignação face à posição dos deputados portugueses no que toca à diáspora portuguesa.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta