Opinião

A primeira entrevista de Tony Carreira após a morte da filha – Por Raul Almeida

Cruzei-me há pouco num noticiário com uma notícia de uma entrevista do Goucha ao Tony Carreira sobre a morte da filha.
Sou de partilhar alegrias e viver as tristezas em recato. Acho que nunca me exporia assim. Há a piroseira do Goucha, o horror da decoração da casa e a peruca inenarrável do Tony. Está lá tudo o que me faria reprovar e olhar com o maior desdém tal coisa.
De repente, ouço uns segundos daquele pai e daquela perda. Desaparece tudo, a casa pirosa, a parolice do Goucha e a peruca do cantor pimba. Fica só um pai, a sua dor e um entrevistador que o aborda com sensibilidade e respeito.
Quem sou eu, para estar aqui a opinar sobre uma coisa desta dimensão?
Que possa servir de catarse e do alívio possível, sempre pouco, perante a dimensão esmagadora da dor. Tudo o resto é lateral. E pequeno.
Raul Almeida (in Facebook)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta