Política

Associação cigana diz que PS está a travar 200 militantes

Mais de 200 pessoas de etnia cigana inscreveram-se no PS, em finais de Outubro, com o intuito de se tornarem militantes do partido. A sede nacional não aceitou as inscrições e fala em “falhas” no processo, mas há no PS quem não entenda essa decisão.

Uma posição que surge depois de ter tomado conhecimento que cerca de duas centenas de pessoas de etnia cigana – ligadas à Associação Social, Recreativa e Cultural de Águeda (ASRCCA), no distrito de Aveiro – pretendem inscrever-se no PS.

Rafael Soares, líder da Associação Social Recreativa e Cultural Cigana de Águeda, diz que “não temos uma resposta oficial, mas sabemos que o PS está a colocar entraves nas inscrições. Não percebo o porquê, somos cidadãos com os mesmos direitos que toda a gente”.

“Fomos à sede nacional do PS, em Lisboa, entregar as fichas, com pedido de inscrição nas secções de residência. São militantes maioritariamente de Águeda, mas também de Aveiro, Ovar e Estarreja”, alega Rafael Soares.

“As concelhias não receberam inscrições em secções de residência. Trata-se de fichas de adesão para uma secção temática em Coimbra”, disse, entretanto, Pedro Nuno Santos, líder da Federação de Aveiro, ao Correio da Manhã.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta