Empresas

Formas de controlar o risco quando negociar no Forex

Se tem interesse no mercado financeiro, provavelmente já ouviu falar no Forex ou na negociação de moedas. Isso acontece porque há um número gigantesco de anúncios que falam sobre as maravilhas do mercado financeiro.

Parece bom demais para ser verdade e de facto é bom demais para ser verdade. A propaganda, na maioria dos casos, omite os riscos e os problemas com os quais muitos investidores acabam por enfrentar. Este artigo explica então os riscos que envolvem o Forex.

O que é Forex e como funciona. O Forex é um mercado financeiro exclusivo para negociação de câmbio. Trata-se do maior mercado financeiro do mundo no qual quantias elevadas de dinheiro são negociadas diariamente (considerando os dias em que o mercado está aberto). O funcionamento básico do Forex para os investidores está na negociação de pares de moedas.

Isto é, o investidor compra duas moedas e aposta na valorização/desvalorização de uma em relação a outra. Quando acerta na aposta, ele lucra, quando erra, ele perde. Essa aposta pode ser feita em questão de segundos. Literalmente pode apostar no valor de pares de moedas para os próximos minutos ou até segundos.

Entenda o risco do Forex

O Forex é considerado o mercado financeiro mais agressivo do mundo. As quantias que podem ser apostadas são enormes, mas o risco de perda também é alto. Um investidor pode fazer quantias consideráveis em alguns minutos, mas para isso é necessário colocar em risco muito dinheiro do próprio bolso.

Um dos maiores problemas relacionados ao Forex são as fraudes. Há esquemas de pirâmides, falsas instituições financeiras e cursos pagos que apenas querem o seu dinheiro e depois desaparecem sem deixar rasto. É quase que um movimento natural. Onde há muito dinheiro envolvido, as fraudes surgem naturalmente.

Um risco particular para alguns países

O Forex é um mercado financeiro legítimo, legalizado e regulado em países sérios como os EUA e alguns países da Europa. Entretanto, nem todos os países regulam este mercado. O Brasil é um exemplo disso. Para um investidor usar o Forex, é necessário contratar os serviços de uma instituição financeira.

No caso de uma pessoa que vive num país onde o Forex não é regulado, será necessário usar uma instituição estrangeira. O problema é que se algo correr mal, se a instituição em questão desaparecer com o seu dinheiro, as autoridades do seu país não vão poder fazer nada.

Como evitar danos enormes

O primeiro passo é procurar fontes confiáveis de informação. Forex é um negócio sério. Não vai ser com alguns vídeos no YouTube que vai aprender o bastante para fazer algum dinheiro. Em segundo lugar, trabalhe apenas com agências grandes e credíveis. Use plataformas respeitáveis e as possibilidades de algo correr mal são quase nulas. Este ponto é especialmente importante para quem vive num país onde o Forex não é regulado.

Considerações finais

Para fazer muito dinheiro, é necessário correr riscos. Mas há formas correctas de lidar com tais riscos e alguns deles são desnecessários. Pense duas vezes antes de usar o seu dinheiro.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo