Cultura

Museu do Vinho da Bairrada recebe exposição sobre vida e obra de José Cid.

O Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, vai ter patente ao público, a partir do dia 20 de abril, a exposição temporária “José Cid – Vida & Obra” dedicada ao cantor, compositor, instrumentista e produtor musical José Cid que conta com mais de seis décadas de carreira.

A mostra, que ocupa todas as salas de exposição temporária deste espaço museológico, pretende ser uma singela homenagem do Município a uma figura incontornável da música portuguesa que escolheu o concelho de Anadia para residir.

A exposição pretende dar a conhecer as várias facetas do artista, do homem “surpreendente e irreverente”, cuja carreira é um exemplo a seguir e que terá, certamente inspirado e influenciado outros artistas e não só.

Para esta exposição foi realizado um levantamento de toda a sua discografia a solo, bem como da sua participação no Quarteto 1111, no Green Windows e noutros projetos musicais em que participou. Simultaneamente foi também feita uma grande recolha de registos fotográficos da história musical e pessoal de José Cid.

A mostra dá ainda a conhecer os vários troféus que conquistou, com especial destaque para o Grammy de “Excelência Musical”, atribuído pela Academia Latina de Gravação, assim como vários objetos e instrumentos ligados à produção musical.

Numa das salas encontra-se patente ao público uma instalação, da autoria de um conjunto de prestigiados artistas plásticos, nomeadamente António Azenha, António Bessa, Diogo Landô, Dulce Martins, Gabriela Carrascalão, Leandro Machado, Lucas Ressurreição, Lúcia David, Pedro Figueiredo e Teresa Carneiro, com a curadoria de Gabriela Carrascalão e Nuno Sacramento, que aceitaram o desafio lançado pelo Museu para apresentarem uma reinterpretação criativa do mítico álbum “10 mil anos depois, entre Vénus e Marte” que integrou a lista dos 100 melhores álbuns de rock progressivo de sempre a nível mundial, organizada pela revista norte-americana Billboard.

Esta homenagem conta ainda com um conjunto de testemunhos de destacadas personalidades e individualidades do panorama artístico-cultural nacional que se associaram a esta iniciativa da autarquia anadiense.

A mostra poderá ser visitada, de terça a sexta-feira, entre as 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00, e ao sábado e domingo, entre as 9h30 e as 13h00, até ao dia 30 de setembro.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta